Quem sou...

Minha foto
Professora Ms Herik Zednik
Este Blog foi criado com o intuito de estimular uma reflexão sobre a Educação. Discutiremos a educação como processo de mudança, daí o nome educere, que significa conduzir-se de um lugar ao outro ou de uma situação para outra. Neste sentido, refletiremos sobre uma educação que vem de dentro para fora e não apenas falaremos da educação formal, mas de tudo que a permeia e a ela é atribuído. Desta forma, entendemos que "tudo é uma questão de educação" e que, por isso, abordaremos notícias, campanhas, projetos, política, cidadania, ciência e tantos outros assuntos, afinal, educação é muito mais do que produzir conhecimento formal, é também ampliar horizontes, transformar atitudes, vivenciar cidadania.
Visualizar meu perfil completo


"A mais potente arma nas mãos do opressor é a mente do oprimido" - Steven Biko

"Leia! Leia não apenas as palavras, imagens e símbolos estampadas nas mais diversas mídias. Leia o mundo nas suas mais diversas formas e significados, leia as entrelinhas. Leia o tangível, o audível, o visível e quem sabe até o invisível. Leia o mundo e faça as mais diversas interrogações, afinal como diria nosso educador Paulo Freire "a leitura do mundo antecede a leitura da palavra". Nós estamos no mundo e uma parte dele está em nós através de nossas leituras."
Herik Zednik

“O fracasso do professor começa no momento que ele desiste de aprender”
Herik Zednik


"Quanto mais simples é a pessoa, mais ela sobe no meu conceito"
Herik Zednik

"Não conheço nenhum país, cidade ou município no mundo que tenha se desenvolvido sem ter investido seriamente em educação"
Herik Zednik

"Não importa quanto dinheiro tenha, quantos cargos ocupe, quanta fama possua ou poder detenha, a essência precisa ter dignidade, honestidade, generosidade e também muita humildade."
Herik Zednik

Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade. " Confúcio

"Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.." Clarice Lispector

"A educação só produz resultados em sociedades em que as pessoas podem fazer escolhas pessoais e econômicas, dando-lhes a oportunidade de serem criadoras e descobridoras." (Odemiro Fonseca em "Benefícios da liberdade")

"Educação serve pouco se as pessoas não forem livres. É só lembrar o que aconteceu nos países socialistas, onde a educação era considerada de qualidade."

"O discurso da impossibilidade da mudança para a melhora do mundo não é o discurso da constatação da impossibilidade, mas o discurso ideológico da inviabilização do possível" Paulo Freire

"A mente que se abre a uma nova idéia nunca voltará ao seu tamanho original." Albert Einstein

"Bendito, bendito é aquele que semeia livros, livros a mão cheia e manda o povo pensar; o livro caindo na alma, é germe que faz a palma, é chuva que faz o mar.". Castro Alves

Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Featured Posts

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

O Brasil tem melhorado em vários aspectos, mas permanece na 45ª posição em decorrência principalmente de dois aspectos: a precariedade da segurança pública e a qualidade na Educação - Editorial

Editorial

A importância crescente do Brasil no cenário global o faz alvo de constantes estudos. Um deles, realizado pelo Instituto Legatum, de Londres, que promove o desenvolvimento sustentável, foi divulgado ontem e coloca o nosso país em posição apenas mediana em condições de vida. Está em 45º lugar entre 108 países. É pouco. Temos potencial para ir adiante.

O chamado ranking internacional de prosperidade levantado pelo Instituto Legatum, ao contrário do que sugere esse rótulo, não se restringe a questões puramente econômicas. Também avalia o bem-estar da população entrelaçando informações em oito subíndices: economia, empreendedorismo, governança, saúde, Educação, segurança, liberdade e capital social (normas que infundem confiança e reciprocidade na economia).

Pela segunda vez consecutiva, a posição do Brasil se mantém inalterada. O 45º posto dá a sensação de que o nosso país não está administrando bem suas forças. Permanece muito atrás de vizinhos da América do Sul. O Uruguai ocupa a 28ª posição; o Chile, a 32ª; a Argentina, a 41ª. São colocações que não conferem com a liderança brasileira no continente, sob diversos aspectos. A Finlândia foi a única nação a atingir o topo em todas as categorias.

O conceito central do Índice Legatum de Prosperidade tem a ver com o grau de satisfação da população com as suas condições de vida. "Países prósperos são fortes em todas as áreas", e não necessariamente aquelas que apresentam PIB mais alto, assinala o relatório. O texto também ressalta que o "crescimento econômico não é suficiente" para os Bric (Brasil, Rússia, Índice e China) ascenderem posições mais altas.

O Brasil tem melhorado em vários aspectos, mas permanece na 45ª posição (média entre todos os subíndices) em decorrência principalmente de dois aspectos: a precariedade da segurança pública e a qualidade na Educação, que ainda deixa muito a desejar - questões cruciais para qualquer sociedade.

Em se tratando de segurança pública, o país fica na posição 76; em Educação, 75. O estudo assinala que apenas dois em cada cinco brasileiros se sentem seguros ao transitar de casa para outros locais - uma média tirada em diferentes regiões do país.

Os indicadores de violência têm recluído em algumas cidades, pontualmente. Estão crescendo menos, mas não param de crescer. Na verdade, o país se ressente de metas nacionais bem definidas para redução de ocorrências. Fica para os próximos governos estaduais e federal.

Já os indicadores de deficiência no processo educacional são muitos, apesar dos notórios esforços que o setor público, nas três esferas, vem realizando na rede Escolar. Inclusive há melhoria no financiamento ao ensino, por meio do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), que atende a toda a Educação básica. Ainda assim, o país contabiliza mais de 14 milhões de cidadãos acima de 15 anos que não sabem ler nem escrever.

A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), feita pelo IBGE, indica que um em cada cinco brasileiros de 15 anos ou mais são analfabetos funcionais, ou seja, têm menos de quatro anos de estudo. Tal fato é reflexo do elevado índice de evasão Escolar no ensino fundamental e médio, ocorrência liderada pelo Brasil na América Latina.

A melhoria de alguns indicadores - como os da segurança pública e da Educação - não ocorre da noite para o dia. Há que se perseverar, com bons planos e execução correta.

Fonte: A Gazeta (ES)

0 comentários:

Obrigada pela visita!!!

Redes Sociais

Hora certa

Previsão do Tempo

A Hora da e Escola

A Hora da e Escola
Toda quinta-feira, às 13h30min, na Rádio Caiçara

Blogs Indicados

Meus Vídeos

A Embriaguez do Movimento

Posts do Blog

Seguidores

Popular Posts