Quem sou...

Minha foto
Professora Ms Herik Zednik
Este Blog foi criado com o intuito de estimular uma reflexão sobre a Educação. Discutiremos a educação como processo de mudança, daí o nome educere, que significa conduzir-se de um lugar ao outro ou de uma situação para outra. Neste sentido, refletiremos sobre uma educação que vem de dentro para fora e não apenas falaremos da educação formal, mas de tudo que a permeia e a ela é atribuído. Desta forma, entendemos que "tudo é uma questão de educação" e que, por isso, abordaremos notícias, campanhas, projetos, política, cidadania, ciência e tantos outros assuntos, afinal, educação é muito mais do que produzir conhecimento formal, é também ampliar horizontes, transformar atitudes, vivenciar cidadania.
Visualizar meu perfil completo


"A mais potente arma nas mãos do opressor é a mente do oprimido" - Steven Biko

"Leia! Leia não apenas as palavras, imagens e símbolos estampadas nas mais diversas mídias. Leia o mundo nas suas mais diversas formas e significados, leia as entrelinhas. Leia o tangível, o audível, o visível e quem sabe até o invisível. Leia o mundo e faça as mais diversas interrogações, afinal como diria nosso educador Paulo Freire "a leitura do mundo antecede a leitura da palavra". Nós estamos no mundo e uma parte dele está em nós através de nossas leituras."
Herik Zednik

“O fracasso do professor começa no momento que ele desiste de aprender”
Herik Zednik


"Quanto mais simples é a pessoa, mais ela sobe no meu conceito"
Herik Zednik

"Não conheço nenhum país, cidade ou município no mundo que tenha se desenvolvido sem ter investido seriamente em educação"
Herik Zednik

"Não importa quanto dinheiro tenha, quantos cargos ocupe, quanta fama possua ou poder detenha, a essência precisa ter dignidade, honestidade, generosidade e também muita humildade."
Herik Zednik

Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade. " Confúcio

"Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.." Clarice Lispector

"A educação só produz resultados em sociedades em que as pessoas podem fazer escolhas pessoais e econômicas, dando-lhes a oportunidade de serem criadoras e descobridoras." (Odemiro Fonseca em "Benefícios da liberdade")

"Educação serve pouco se as pessoas não forem livres. É só lembrar o que aconteceu nos países socialistas, onde a educação era considerada de qualidade."

"O discurso da impossibilidade da mudança para a melhora do mundo não é o discurso da constatação da impossibilidade, mas o discurso ideológico da inviabilização do possível" Paulo Freire

"A mente que se abre a uma nova idéia nunca voltará ao seu tamanho original." Albert Einstein

"Bendito, bendito é aquele que semeia livros, livros a mão cheia e manda o povo pensar; o livro caindo na alma, é germe que faz a palma, é chuva que faz o mar.". Castro Alves

Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Featured Posts

terça-feira, 30 de junho de 2009

Repor aulas em julho ou garantir as férias do meio do ano? Quem quiser participar da decisão, pode votar na enquete no site da Seduc. A Secretaria quer adiá-la


Pelo calendário pensado no começo do semestre, esta sexta-feira, 3 de julho, é o último dia de aula na rede estadual de ensino. Mas a greve dos professores, iniciada no dia 15 de maio, alterou o planejamento inicial. O ano letivo começou tarde, em março, ainda em decorrência de greves passadas, e cerca de dois meses depois foi interrompido. Agora que as aulas estão sendo retomadas, a proposta da Secretaria de Educação do Estado (Seduc) é adiar as férias para setembro. A principal justificativa é a realização do Exame Nacional do ensino médio (Enem) em outubro. Interrompendo as aulas agora, os alunos seriam prejudicados no exame. “Até estudei um pouco em casa nesse tempo, mas nada como vir pro colégio. Esse negócio de ficar só pausando atrapalha muito. Vai ter matéria no Enem que não vamos ter visto ainda”, diz Felipe Nascimento, 16, aluno da Escola de ensino fundamental e Médio César Calls. Mesmo com esse discurso, nem ele sabe se é a favor de adiar as férias.


“É ruim porque a gente não se sente na obrigação de vir”, argumenta uma amiga, Eveline Barbosa, 16. Para os professores, uma mudança no período de férias é mais dor de cabeça. “São tantas informações diferentes surgindo, mas não concordo em ter reposição de aulas em julho. Pra mim é trocar seis por meia dúzia”, diz o professor Felipe Dantas, que dá aula no Liceu. Lá os estudantes estão em semana de provas, o que normalmente é prenúncio de férias. “Sou a única que quer estudar em julho. Assim não pega tanto o mês de dezembro lá na frente”, diz Gabriela Nascimento, 16. A rodinha que conversa no corredor, reclama. Ninguém foi bem nas provas. “Eles fizeram uma semana de revisão quando a gente voltou, mas teve professor que nem veio dar aula ainda”, diz Caroline Nunes, 16. O desafio da Seduc e da direção das Escolas é equacionar a reposição das aulas levando em conta que os professores aderiram à greve em diferentes graus, inclusive dentro da mesma Escola. “Aqui nós tivemos apenas 17 dias de paralisação. É outra realidade”, diz o coordenador pedagógico da Escola César Calls, Cláudio Meneses.


Para chegar a um consenso, a Seduc está promovendo uma enquete em sua página oficial. Quem quiser pode votar se é a favor ou não da reposição das aulas em julho. A resposta será divulgada na sexta-feira. “Até lá não sabemos como vai ficar. Tivemos mais de 50 dias de aula. Estávamos começando a organizar o calendário, mas agora bagunçou de novo”, diz Lucilene Parente, diretora da Escola Estadual de ensino médio Visconde do Rio Branco. De acordo com Lúcia Gomes, superintendente das Escolas estaduais de Fortaleza na Seduc, o resultado final da enquete é que vai determinar se as férias permanecem em julho ou não.


O site da Apeoc também promove uma enquete sobre o tema. Penha Alencar, presidente do sindicato, reclama da votação organizada pela Seduc. “É uma enquete malfeita. Não diz nem quantas pessoas já votaram. Por isso, resolvemos colocar no nosso também”, diz. A Apeoc é contra a mudança no calendário. Para a Seduc, só valem os números computados no site oficial da secretaria. Se houver uma mudança no período de férias, as datas serão discutidas com os professores. É o que promete a Seduc.


>> Para votar, acesse www.seduc.ce.gov.br. Logo na primeira página, você visualiza o link para a enquete. A Apeoc promove uma equete paralela com resultados parciais divulgados em tempo real. Acesse www.apeoc.org.br. A enquete está na página inicial, à direita.


E-MAIS > A greve dos professores estaduais teve início no dia 15 de maio. Em 22 de junho, a greve foi decretada ilegal. A partir de então, os professores foram voltando para a sala de aula. Essa retomada teve ritmos bem diferentes nas Escolas da rede estadual. No Liceu do Ceará, por exemplo, as aulas voltaram no dia 8 de junho, mas segundo alunos da unidade, até a semana passada ainda tinha professor faltando às aulas.


> A promotora de Justiça e Defesa da Educação, Elizabeth Almeida de Oliveira, ainda estuda o posicionamento do Ministério Público sobre a cobrança da multa prevista para os professores que continuaram em greve depois do decreto de ilegalidade. "Recebi a lista com o nome das Escolas, mas a realidade hoje é outra. O objetivo é que haja o retorno total das aulas, que os alunos não fiquem mais prejudicados. Se isso se regularizou, vamos fazer uma nova avaliação", diz Elizabeth.


> Segundo a liminar, os professores que desobedecessem à ordem pagariam multa de R$ 100,00 por dia. O Sindicato Apeoc arcaria com uma multa diária de R$ 5 mil.
Fonte: 30/06/2009 - O POVO (CE)

Convite

Assim como no espelho se intercalam duas imagens
de sonhos e amores, nossos seres se unem no firmamento,
onde a lua nova é uma curva de teu seio brilhante
inclinado para minha boca.

José Alcides Pinto

Recital Poético em homenagem ao Poeta José Alcides Pinto e aos 236 anos de Sobral
Local: Espaço de convivência da Secretaria da Cultura e do Turismo
Dia: 03 de julho (sexta-feira)
Horário: A partir das 19 horas

Participe! Traga seu verso.

Estudo inédito revela que o Bolsa Família, principal programa de transferência de renda do governo, teria impacto quase nulo na redução do número de pobres no país mesmo se tivesse sido implantado há 30 anos. Especialistas querem fortalecer a medida no ensino médio


Estudo inédito revela que o Bolsa Família, principal programa de transferência de renda do governo, teria impacto quase nulo na redução do número de pobres no país mesmo se tivesse sido implantado há 30 anos. Especialistas querem fortalecer a medida no ensino médio


Faz três anos que Wilma Silva Moreira e o marido, Walmi, recebem um auxílio de cerca de R$ 100 do governo federal. Com o dinheiro, garantem uniformes Escolares e tênis em bom estado para os dois filhos, compram frutas e verduras e ainda pagam as passagens da mais velha, Kelry Cristina, de 10 anos, que vai de ônibus às aulas de ginástica rítmica três vezes por semana. “Se não fosse esse recurso, não teria como fazer isso por eles”, conta a dona de casa, que sabe da obrigatoriedade de manter os pequenos na Escola para não perder o benefício. Na casa simples em um bairro humilde do Distrito Federal, é impossível não perceber o quanto o auxílio do Bolsa Família(1) melhora a vida dos Moreira. Dificilmente, entretanto, o programa social será capaz de cumprir um dos principais objetivos a que se destina: retirá-los da pobreza a longo prazo. É o que aponta um estudo inédito — intitulado Mobilidade Social no Brasil: o papel da Educação e das transferências de renda — elaborado por Rafael Osório, pesquisador do Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (Pnud), e por Marcelo Medeiros, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). Os dois especialistas fizeram, com base em dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), uma simulação(2) sobre o que aconteceria com a pobreza no país caso o Bolsa Família tivesse sido implantado de forma universal em 1976, garantindo que todas as pessoas em idade Escolar na época concluíssem ao menos o ensino fundamental — principal etapa do ensino coberta pelo programa do governo federal. O resultado mostrou que 30 anos depois, em 2006, a parcela da população pobre cairia de 25% (índice real) para 22,3% (índice simulado). A linha de pobreza considerada no levantamento foi de R$ 140,83 per capita familiar.


“Os dados mostram que, ainda que tivéssemos um Bolsa Família perfeito, além de uma boa política educacional, garantindo ensino fundamental para todos, poucas pessoas sairiam da condição de pobreza. Isso ocorre porque a Educação primária já não promove mais mobilidade social”, afirma Osório, um dos autores do estudo. A principal recomendação da pesquisa é que o governo federal amplie o programa de transferência de renda, garantindo mais fortemente a cobertura do ensino médio — período Escolar em que a taxa de matrículas cai três quartos em relação ao ensino fundamental.


Aperfeiçoamento para Rosilene Rocha, secretária-executiva do Ministério do Desenvolvimento Social, que gerencia o Bolsa Família, as informações do estudo são bem-vindas no sentido de aperfeiçoar o programa. Ela menciona o fato de o governo ter expandido(3), em março de 2008, o limite de idade da população que, por estar na Escola, garante um acréscimo no benefício recebido pela família. Até então, o teto era de 15 anos. Hoje, é de 17. “Incluir os adolescentes de 16 e 17 anos mostra que o ministério está atento a essa necessidade de estimular a frequência no ensino médio. Queremos analisar esse estudo, pois tudo que puder auxiliar o Bolsa Família nos interessa”, destaca Rosilene. A secretária reconhece, porém, que mesmo com a expansão da idade, a etapa do ensino médio corre grande risco de ser pouco coberta pelo programa, em virtude do atraso Escolar generalizado no país. Hoje, apenas 30% de 1,8 milhão de beneficiários do Bolsa Família com 16 e 17 anos estão no ensino médio, fase compatível com a idade. No Brasil, 21% dos adolescentes nessa faixa etária largaram a Escola, segundo o IBGE. “Além de um problema de oferta, é nessa etapa, do ensino médio, em que a disputa entre o trabalho e a Escola se torna um grande problema”, destaca Osório, do Pnud. Embora pondere que o programa federal não é o único instrumento de redução da pobreza, Marcelo Medeiros, o outro autor do estudo, ressalta a relevância da ação. “O Bolsa Família é uma engrenagem importante, entre outras iniciativas em prol da diminuição da desigualdade, que precisa ser maior, mais ousada. Nos moldes atuais, garante o alívio imediato da pobreza, mas não uma mudança futura”, diz o pesquisador do Ipea.


1- BOLSA FAMÍLIA Criado em 20 de outubro de 2003, o Bolsa Família unificou quatro ações sociais: Bolsa Escola, Auxílio Gás, Cartão Alimentação e Bolsa Alimentação. É um programa de transferência de renda que hoje beneficia 11,5 milhões de lares no país (ou 45,8 milhões de pessoas) com auxílios que variam de R$ 20 a R$ 182, dependendo dos ganhos do grupo da família, se tem filhos na Escola ou não, entre outras condições.


2- SIMULAÇÃO No computador, os pesquisadores calcularam quanto, em média, recebe um trabalhador no Brasil com ensino fundamental, médio e superior de acordo com quatro variáveis: idade, sexo, cor da pele, local onde mora. E simularam, então, como ficaria a configuração da pobreza no país se 100% das pessoas em idade Escolar em 1976 tivessem concluído ao menos o ensino fundamental.


3- EXPANSÃO DA IDADE Até maio de 2008, eram atendidas pelo Bolsa Família crianças de até 15 anos. Desde então, foi ampliada a idade, para incluir também os adolescentes de 16 e 17 anos que estejam na Escola. Hoje, 11,4% do total de alunos beneficiários — 1,8 milhão de pessoas, em números absolutos — têm entre 16 e 17 anos.

Petistas dizem que resultado do Spaece deve ser avaliado pela evolução do ensino e não pelo ranking de 2009


Os presidentes das comissões de Educação da Assembléia Legislativa e Câmara Municipal de Fortaleza (CMF), Artur Bruno e Guilherme Sampaio (ambos do PT), respectivamente, responderam as críticas dos deputados estaduais do PSDB, na última sexta-feira, em torno da queda de Fortaleza do 89º para o 104º no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece-Alfa) deste ano, além de ter obtido nota 4,5 no Índice de Desempenho Escolar (Ide-Alfa) quando a nota mínima é 5. Ambos garantem que a Capital cearense evoluiu no setor em relação aos índices do ano passado.


Guilherme Sampaio (PT) afirma que a Capital cearense evoluiu no Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará (Spaece-Alfa) deste ano, isso porquê, ressalta o parlamentar, a média de evolução na qualidade de Educação de Fortaleza foi maior do que a média de todos os outros municípios. Apesar de Artur Bruno reconhecer também que os índices de Fortaleza melhoraram, o parlamentar declarou que alguns municípios tiveram evolução maior do que a Capital cearense, fato que causou a queda do Município no Spaece de 2008 para 2009. Porém, Guilherme assevera que a Educação em Fortaleza teve uma evolução. Ele esclarece que é preciso levar em conta a comparação do Spaece de 2008 e de 2009, desse modo, ele pontua que a qualidade de Educação teve um crescimento, pois informa que a média de evolução de Fortaleza foi de 10 pontos enquanto que a média dos demais municípios atingiu 9 pontos. ´A grande questão não é a queda de Fortaleza, mas sim a evolução do Município que melhorou em relação ao ano passado, mas sabemos que melhorar a Educação é um processo lento e gradual´, reforçou Artur Bruno. Exemplos



Outra ponderação levantada na Assembléia, desta vez pelo deputado Júlio César (PSDB), é de que enquanto muitas cidades de menor porte, com uma renda bem menor do que a de Fortaleza, está oferecendo Educação de qualidade e obtendo resultados positivos a Capital apresenta queda no Spaece. Porém Guilherme Sampaio deixa claro que não há parâmetros para esse tipo de comparação.


Ele argumenta que a Capital possui 250 mil alunos na rede pública municipal de ensino, o que dá à Fortaleza a posição da terceira maior rede pública municipal dentre as capitais brasileiras, portanto não tem como fazer uma comparação com um município que possui um perfil de esforço de gestão de apenas mil alunos. Tal ponto é corroborado por Artur Bruno, dizendo que a comparação de Júlio César não procede, pois, boa parte dos 250 mil alunos da rede pública municipal, é oriunda da periferia, de famílias pobres e com dificuldades. ´Icapuí, por exemplo, é um município pobre, mas que vem obtendo ótimos resultados na Educação porque vem de um longo processo, por tanto a comparação é inválida´, colocou.


Guilherme Sampaio pontua que o fator que mais pesou na avaliação da Educação em Fortaleza não foi o desempenho dos alunos, mas a evasão Escolar. Em abril deste ano, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) divulgou pesquisa sobre o assunto, em que Fortaleza ficou em quarto lugar como a pior Capital brasileira em acesso à Escola pública no País. Ele argumenta que a alfabetização é um primeiro passo para garantir a permanência do aluno na Escola, pois se o estudante tiver uma alfabetização de qualidade terá menos dificuldades nas outras séries.


Já sobre a necessidade de se debater a Educação em Fortaleza, conforme proposto pela deputada Tânia Gurgel (PSDB), Artur Bruno afirmou que este papel é específico da Câmara Municipal da Capital e que não cabe à Assembléia Legislativa. ´Os deputados do PSDB por não saberem ou não quererem fazer oposição ao Governo do Estado utilizam as questões de Fortaleza. Acho que há um exagero dos tucanos em torno das discussões da Capital, tem deputado querendo ser vereador de Fortaleza´, provocou o parlamentar do Partido dos Trabalhadores.
Fonte: 29/06/2009 - DIÁRIO DO NORDESTE (CE)


Aconteceu no último dia 20/06/09 (sábado) o segundo encontro de profissionais da educação intitulado de II FEIJOPROF. O mesmo objetivou reunir profissionais da área para discutir o tema: “Escola e Família juntas por uma Educação de Qualidade”. Uma realização das escolas José Parente Prado, Antenor Naspolini, Padre Palhano, José Arimatéia Alves, Ivonir Aguiar, José Hermírio de Morais, Osmar de Sá Pontes, Dinorah Thomaz Ramos e Centro de Ed. Inf. Imã Anísia Rocha. O mesmo aconteceu no Clube da Santa Casa (AESC).
O evento teve início às 8:30 hs com a fala da Profª. Lira Augusta (diretora da esc. José Hermirio de Moraes) que fez a acolhida dando boas vindas aos convidados, logo após tivemos a palavra da Profª. Idina (diretora da Esc. Pe. Palhano) que fez um breve histórico da 1ª edição do FEIJOPROF, lembrando os seus idealizadores e o objetivo proposto. Prosseguiu com um momento de louvor e agradecimento à Deus pelo momento, que foi a oração pela família e Pai Nosso.
Dando continuidade o professor de música da Escola José Parente Prado, Prof. Zenóbio Moraes juntamente com o aluno Luís Carlos do 6º ano da Escola Ivonir Aguiar, cantaram a música "Toda Criança Todo Dia na Escola", de autoria do prof. Zenóbio. O evento deu sequência com a seguinte composição de mesa: Prof. Ms. Júlio César da Costa Alexandre, Secretário de Educação de Sobral, Prof. Joan Edesson, Secretário de Cultura, Prof. Osmar Vasconcelos, Secretário de Esporte e Juventude, Prof. Edvar Costa, representando a ESFAPEM (Escola de formação e valorização do magistério) e UVA, Profª. Sâmia Cristina, Superintendente Escolar do município e Profª. Kattlen superintendente adjunta.
O prof. Júlio César ao iniciar sua fala apresentou os colegas da mesa, com suas características marcantes na trajetória profissional. Introduziu o tema a ser discutido “Família Real X Família Ideal”, onde fez um breve histórico da sociedade nas últimas décadas no que diz respeito a agrupamentos sociais, falando das transformações no mundo produtivo com consequência no meio social. Colocou isso como 1º elemento de transformação e como 2º elemento a diversidade cultural e a igualdade social, segundo pesquisas por ele realizadas, esses fatores atingem a comunidade e a família surgindo uma nova configuração familiar. “A família hoje vive em uma configuração do imediato e vive com incertezas”. Lembrou a expectativa mundial da educação que é se ter escolas democráticas onde o aluno, entra, permanece e termina com qualidade no conhecimento (que aprendeu), educação como direito, lembrou ainda o aumento acelerado da diversidade cultural que é visível nas “tribos”, nas formas de tratamento. O grande desafio por ele colocado é como a política pública entende e desenvolve esse processo. Apresentando-se portanto diante da adversidade e do crescimento acelerado o aluno Real X Ideal e com isso entra o fundamental trabalho do professor que é conhecer seu aluno na sua totalidade.
O Professor Joan Edesson iniciou falando sobre um seminário no qual havia participado cujo tema envolvia escola e cultura deixando claro a importância de compartilhar com aquele momento. Ressaltou ainda o padrão de família hoje equiparando a décadas anteriores. Lembrou os dados de uma pesquisa que hoje 30% das famílias não tem padrões que antes a ela era atribuída. Repassou a leitura e escrita como um processo histórico e que hoje é resgatando como missão a se cumprir e que isso é louvável.
O professor Osmar parabenizou a iniciativa do pólo de fazer um evento tão importante e mencionou a importância da escola no mundo, reconhecendo a educação como direito universal. Refletiu também o papel do professor como especial no processo e ressaltou que acredita, que para se obter um avanço significativo é necessário que o professor esteja no papel principal. Acredita não ser um trabalho fácil, mas de fundamental importância.
Todos enfatizaram o momento como uma construção na qual as escolas do pólo do Sumaré demonstraram muita energia, e, que isso seria um passo para transformação da educação pública de Sobral. Tivemos ainda um momento com o humorista Tupinambá Marques (Babá), que foi bastante divertido e logo em seguida o encerramento com sorteio de brindes para os convidados. O evento contou com a participação de 350 professores e com uma deliciosa feijoada para os presentes. Segundo o diretor da Escola José Parente Prado e também um dos organizadores do evento "a idéia é revolucionar a relação família e escola, onde todos juntos possam caminhar na construção de um novo e belo amanhã para nossas crianças no intuito de buscar saídas inteligentes para os problemas existentes ao invés de somente apontar culpados pelos problemas existentes".
Fonte: Escola José Parente Prado



A partir desta quinta-feira (02) todo o Ceará vai entrar no clima das férias com a terceira edição do “Férias no Ceará”, evento promovido pelo Governo do Estado, através da Secretaria do Turismo. Serão 22 shows de artistas nacionais acontecendo em todas as regiões do Estado.


A agitação, que começa na quinta, trará para o palco montado em Barbalha, no Cariri, os mineiros do Jota Quest. Daí em diante serão 18 cidades diferentes recebendo cada uma, uma atração. Além de Jota Quest, o público vai poder conferir o samba de Maria Rita, os hits do O Rappa, os sucessos de Charlie Brown Jr., o pianista Arthur Moreira Lima e os animação dos roqueiros do Paralamas e Titãs dividindo o mesmo palco. Todos os shows são gratuitos e começam a partir das 20 horas.


Confira a programação:


DATA ARTISTA CIDADE


02/07 Jota Quest Barbalha


03/07 Jota Quest Viçosa


04/07 Maria Rita Fortaleza


05/07 Maria Rita Quixadá


09/07 Paralamas/Titãs Crateús


10/07 Paralamas / Titãs Sobral


11/07 Paralamas / Titãs Fortaleza


12/07 Paralamas / Titãs Juazeiro


16/07 O Rappa Iguatu


17/07 O Rappa Icapui


18/07 O Rappa Fortaleza

19/07 O Rappa Tauá


23/07 Charlie Brown Jr. Crato


24/07 Charlie Brown Jr. Camocim


25/07 Charlie Brown Jr. Fortaleza


26/07 Charlie Brown Jr. Canoa Quebrada



DATA ARTISTA CIDADE
09/07 Arthur Moreira Lima Fortaleza

11/07 Arthur Moreira Lima Caucaia


13/07 Arthur Moreira Lima Guaramiranga


15/07 Arthur Moreira Lima Canindé


17/07 Arthur Moreira Lima Quixeramobim


19/07 Arthur Moreira Lima Ipú

A Secretaria da Educação de Sobral através da Coordenação do Programa Educação Inclusiva: Direito à Diversidade, realiza no período de 29/06 à 03/07/2009, das 8:00 às 18:00 horas, no Ytacaranha Hotel de Serra, Meruoca, o V Seminário de Formação de Gestores e Educadores do Programa Educação Inclusiva: Direito à Diversidade.


O evento conta com a participação de professores que atuam nas classes comuns do ensino regular, professores do atendimento educacional especializado, diretores, coordenadores pedagógicos e demais profissionais da educação de 30 municípios da região.


O Programa tem possibilitado aos gestores do sistema público de ensino a implementação de políticas educacionais orientadas pelo princípio da inclusão, uma vez que objetiva proporcionar a construção de uma escola realmente acolhedora, onde não existam mecanismos de seleção ou discriminação para o acesso, a permanência e a continuidade nos estudos de todos os alunos.
segunda-feira, 29 de junho de 2009

Todas as quintas-feiras, às 13h, na Rádio Caiçara, você assiste ao Programa A Hora da Escola que traz as últimas notícias do município, estado e país sobre educação.
A apresentação é feita pela Professora Herik Zednik, numa participação dentro do Programa Cidade 910, que é apresentado pelo radialista Luis Siqueira.
O ouvinte também pode acompanhar através do site www.radiocacaira.com.



Ocorreu na sexta passada, dia 26 de Junho, no Distrito de Aracatiaçu, a I Carruagem das Artes realizada pela Escola Cel Francisco Aguiar. O cortejo ocorreu nas ruas centrais do distrito e contou com a participação do Núcleo Gestor da Escola, professores, funcionários e alunos que abrilhantaram o evento.

Na ocasião, ocorreram apresentações para toda a comunidade dos grupos de Capoeira, Dança e Teatro. Houve também o lançamento da esquete teatral que concorrerá à premiação do Projeto PETECA, “Você viu Rozinha”, de autoria do professor de teatro Jones Rufino.

Todos os participantes do evento ficaram muito felizes e encantados com a qualidade das atividades realizadas. Esse evento será integrado ao calendário cultural do distrito e será reeditado no encerramento do 2º semestre escolar. Segundo depoimento de alguns pais presentes, o evento será aguardado com muita ansiedade.

PARA MAIS INFORMAÇÕES E FOTOS ACESSE O ORKUT DA ESCOLA









A Escola Cel Francisco Aguiar, empolgada com o sucesso que o grupo infantil de teatro vem alcançando nesse semestre, resolveu investir fortemente em todo o elenco, os mesmos terão uma turnê de apresentações em toda região. Inicialmente, apresentarão na próxima terça, dia 30 de Junho, a esquete teatral recém lançada, “Você viu Rozinha”, no município de Groaíras em um Congresso do Conselho Tutelar local. Essa mesma apresentação concorrerá à premiação estadual do Projeto PETECA (Programa de Educação contra a Exploração do Trabalho da Criança e do Adolescente).

O grupo também participará de eventos em Sobral nos próximos meses e será preparado para uma turnê de apresentações em nosso maior palco, o Teatro São João. Vale salientar, que essa criançada foi descoberta pelo atual professor de Teatro da ECFA, Jones Rufino, mais conhecido como Pretinho. O mesmo tem o apoio total do coordenador da escola, o ator Sérgio Presley, e da direção da instituição, o professor Pedro Grandson.

Demétrio Weber* SÃO PAULO - Eric Hanushek, educador e economista da Universidade de Stanford, defende a demissão de maus professores. Convencido de que a educação é a chave para o desenvolvimento econômico, ele diz que profissionais que não sabem ensinar atrasam a vida de alunos em todos os países. Hanushek, de 66 anos, foi o principal conferencista de seminário sobre ensino e crescimento econômico promovido ontem pela Fundação Itaú Social, em São Paulo. Membro da Academia Nacional para Educação dos Estados Unidos, ele afirmou que não há formação acadêmica nem diploma que garanta que alguém está apto a ser bom professor: " Bom professor é aquele cujos alunos aprendem (Hanushek) "
________________________________________ - Não há relação entre ter mestrado e o aprendizado dos estudantes. Bom professor é aquele cujos alunos aprendem. Segundo Hanushek, só a prática é capaz de revelar a aptidão para o magistério. Para ele, é imprescindível que o poder público possa demitir quem não dá conta do recado. Ele sugeriu contratos de experiência por cinco anos. Depois, profissionais com fraco desempenho seriam dispensados. Outra saída é a aposentadoria compulsória. - Soa ruim, mas, em alguns casos, é melhor pagar professores para não estarem na sala de aula, já que estão fazendo mal a nossas crianças. O vice-diretor da Fundação Getulio Vargas no Rio, Aloísio Pessoa de Araújo, lembrou que a parcela mais pobre dos alunos vem de lares com pouca bagagem cultural, o que exige ainda mais das escolas. Estudo divulgado pelo Ministério da Educação mês passado mostrou que 382 mil dos 1,8 milhão de docentes de ensino básico no país não têm a escolaridade exigida. " É melhor pagar professores para não estarem na sala de aula (Hanushek) "
________________________________________ Maria Helena Guimarães de Castro, ex-secretária de Educação de São Paulo, disse que é preciso mudar a legislação para permitir a demissão, mas lembrou que a formação universitária costuma ser deficiente no Brasil e que o país investe menos do que deveria em ensino. - Somos reféns de uma legislação antiga, corporativa, estatizada e difícil de mudar. Os diretores deveriam ter autonomia para formar equipes. Não existe cultura de carreira que valorize o mérito e o desempenho - disse Maria Helena, lamentando que o Judiciário seja refratário a mudanças na exigência legal de que aumentos salariais sejam dados a toda a categoria. Ao analisar resultados do Programa Internacional de Avaliação de Estudantes (Pisa), Hanushek concluiu que a substituição de 10% dos piores professores dos EUA elevaria a nota média do país em quase 50 pontos na prova de ciências. No caso brasileiro, segundo ele, a substituição faria o país encostar em Portugal, subindo da 52 posição para a 37 no Pisa.
* O repórter viajou a convite da Fundação Itaú Social
FONTE: 25/06/2009 - O Globo

O décimo primeiro dia de inscrições para o novo Enem 2009 já registra 1.526.778 adesões, até as 17h desta quinta-feira. As inscrições para o exame estão abertas até o dia 17 de julho, e devem ser realizadas exclusivamente pela internet, na página eletrônica do Inep.


As inscrições devem ser realizadas exclusivamente pela internet, na página eletrônica do Inep. As provas serão aplicadas para concluintes do ensino médio de escolas públicas e privadas, egressos e candidatos à certificação (com idade mínima de 18 anos) deste nível de ensino, nos dias 3 e 4 de outubro deste ano.
Governos estaduais contestam os critérios adotados pelo Ministério da Educação (MEC) para calcular os índices de gastos com ensino.

Governos estaduais contestam os critérios adotados pelo Ministério da Educação (MEC) para calcular os índices de gastos com ensino. O governo de Sergipe ajuizou ação no Supremo Tribunal Federal para evitar que o estado sofra sanções, como fica impedido de celebrar convênios federais. Em 30 dias, o governo sergipano promete entrar com nova ação para forçar o MEC a mudar a fórmula do Siope. — Estamos numa zona cinzenta, em que não se sabe ainda o que se inclui ou não nessa conta — diz o procurador de Sergipe em Brasília, André Meira. No Siope, consta que Sergipe destinou 24,20% ao ensino. Mas Meira afirma que o próprio MEC já teria reconhecido que o percentual é ligeiramente maior: 24,46%. Segundo o procurador, no entanto, o estado gastou mais de 25% e está fazendo levantamento de despesas que ficaram de fora do Siope. Uma delas é com o programa que leva alunos da rede pública a concertos da orquestra sinfônica estadual. Outra divergência entre estados e União envolve a inclusão ou não de aposentados e pensionistas entre as despesas classificadas como de educação. Em Sergipe, por exemplo, o próprio governo estadual deixou de computar os inativos, no ano passado, por entender que esse tipo de gasto é previdenciário e não educacional. O Rio Grande do Sul também contestou o dado do Siope. Segundo o governo gaúcho, as despesas em 2008 totalizaram 25,57% da receita e não 18,44%. O Rio Grande do Sul também leva em conta os gastos com inativos. Uma nota explicativa foi adicionada ao Siope, abaixo do resultado gaúcho, informando o percentual aprovado pelo Tribunal de Contas do Estado. Na mesma linha, Mato Grosso discorda dos critérios do Siope. O governo estadual entende que os recursos relativos ao Imposto de Renda retido na fonte dos servidores estaduais não deve entrar na base de cálculo sobre a qual incide o percentual de 25%. O secretário Ságuas Sousa diz que o estado cumpre a Constituição. A cidade de Peruíbe (SP) aparece no Siope como tendo aplicado 11,13% no ensino. Mas a prefeitura informa que os gastos superaram 25%. A prefeitura de Itaguaí (RJ) também contestou os dados do Siope. Segundo a prefeitura, as despesas com ensino representaram 27,04% e não 23,97%, como consta no balanço do MEC. O coordenador do Siope, Paulo Malheiro, defende o sistema. Segundo ele, o cálculo segue as regras do Tesouro Nacional, da Lei de Diretrizes e Bases da Educação e a Constituição. Malheiro admite, porém, que os Tribunais de Contas dos Estados adotam interpretações distintas sobre sobre aspectos com peso decisivo para alterar o resultado final. A inclusão de aposentador e pensionistas é um exemplo. Pela primeira vez, o MEC adotou sanções a estados e municípios que não prestam informações ao Siope ou que não investem o mínimo constitucional. Todos ficam proibidos de firmar convênios com o governo federal, embora haja exceções nos casos de programas educacionais, de saúde e assistência social. — O Siope está vindo exatamente para a gente uniformizar critérios e metodologias. O que existe no Brasil é que cada tribunal de contas adota uma metodologia diferente. Isso vai aumentar o volume de recursos públicos aplicados na educação pública — diz Malheiro.

Fonte: 26/06/2009 - Educação à Brasileira – Demétrio Weber – jornalista do O Globo










Mais do que ser uma noite que será lembrada pelos seus homenageados, o Prêmio Escola de Sucesso 2008 será marcado por ter sido uma festa que, além de distribuir prêmios e valorizar o trabalho daqueles que fazem a educação municipal, o público presente teve a oportunidade de se deliciar com um show extremamente emocionante, que levou a platéia a sensibilizar-se com os talentos de nossos alunos. As crianças dos Projetos Fala Garotada, Amigos da Leitura e Coral do CAIC brilharam e arrancaram sinceros aplausos do público.

Assim, a noite de quinta-feira (25/06) foi marcada por muita alegria e cultura. Em justa homenagem, o Prefeito Leônidas Cristina, juntamente com a 1ª. Dama Lili Cristino, o Secretário de Educação, Professor Júlio César, o Presidente da Câmara de Vereadores Sr. Hermenegildo Sousa Neto e a Vice- reitora da Universidade Vale do Acaraú, Palmira Soares, entregaram o Prêmio Escola de Sucesso 2008 as escolas que atingiram as metas estabelecidas pela Secretaria de educação.

Dia: 28 de Junho - Domingo

Armazém do Som: Show com o Gaitista brasileiro Jefferson Gonçalves

Local: Teatro São João
Hora: 20h
Acesso: Gratuito

A Prefeitura de Sobral, através da Secretaria da Cultura e Turismo e Escola de Música Maestro José Wilson Brasil convida a todos a se fazerem presentes no Concerto da Orquestra Jovem, Quinteto de Flautas e Quinteto Vocal Vozes de Sobral a realizar-se no próximo dia 29 de junho, segunda feira às 19h30 no Theatro São João.

ENTRADA FRANCA
quinta-feira, 25 de junho de 2009


Realizar-se-á no dia 26 de junho de 2009, na Praça Monsenhor Odilon, Aracatiaçu, a I CARRUAGEM DAS ARTES promovida pela Escola Cel Francisco Aguiar. O evento se traduz num resgate de sentimentos e no prazer dos trabalhos realizados no 1º semestre escolar.

A educação em arte propicia o desenvolvimento do pensamento artístico, que caracteriza um modo particular de dar sentido às experiências das pessoas. Por meio dela, o aluno amplia a sensibilidade, a percepção, a reflexão e a imaginação. Aprender arte envolve basicamente fazer trabalhos artísticos, apreciar e refletir sobre eles. Envolve também, conhecer, apreciar e refletir sobre as formas da natureza e sobre produções artísticas individuais e coletivas.


A Secretária de Educação do Município de Sobral, através do Projeto Escola Viva, disponibilizou para Escola Cel Francisco Aguiar três modalidades artísticas: teatro, dança e capoeira. As atividades são orientadas pelos professores José Jhones (Pretinho), Alex Pereira, Raimundo Nonato. Esse momento evidencia o prazer da comunidade Escolar de prestar contas à população do Distrito de Aracatiaçu sobre o desenvolvimento dos trabalhos realizados.


Desta forma, a escola convida a assistirem as apresentações e a aplaudirem as crianças e adolescentes, ajudando-os a enxergar o mundo de forma mais bonita e colorida, com toda a propriedade que a idade merece.


Sexta-feira, 19 de junho, aconteceu em Reriutaba a 2a. etapa do Fórum Permanente pela Educação.
O objetivo do Fórum é promover um amplo debate acerca da educação nos mais diversos municípios e construir um plano de ação com foco na participação popular. O Fórum Permamente pela Educação tem sido realizado em várias cidades oportunizamdo uma discussão a respeito da educação e fomentando no cidadão a vontade de participar ativamente da construção de uma política educacional mais coerente com os desejos da população.

Esse momento contou com a participação dos delegados eleitos no primeiro fórum das cidades de Reriutaba, Varjota, Croatá, Crateús e Tianguá, tendo como mediadores os professores Leunam Gomes, Herik Zednik e Felisbela.
O Fórum é uma iniciativa do Professor José Teodoro Soares através da Assembléia Legislativa do Ceará e foi pensado como estratégia para debater e apresentar propostas para a melhoria da educação básica no âmbito municipal, a idéia é mobilizar e envolver professores, gestores, pais, estudantes, movimentos sociais, entre outros segmentos na construção de ações efetivas em prol da educação em âmbito municipal. Durante o evento foi analisada a realidade educacional dos municípios, com as necessidades e prioridades, para aumentar e fortalecer a rede municipal de ensino, através de relatório produzido durante a 1a. etapa do fórum. Todas as propostas foram formalizadas em um Plano de Ação que vai ser executado em cada município participante.

Resultados do Spaece Alfa apontam que 36,6% dos alunos não estão alfabetizados ao final do 2º ano do Ensino Fundamental. Entre 2007 e 2008 esse número caiu 11,2 pontos percentuais.



No Spaece Alfa o desempenho dos estudantes é distribuído em cinco níveis de proficiência: de 0 a 75 pontos - alunos não alfabetizados; de 75 a 100 - alfabetização incompleta; de 100 a 125 - intermediária; de 125 a 150 - suficiente; e acima de 150 - desejável. De acordo com os resultados apresentados pela secretaria estadual de Educação, a distribuição do desempenho dos alunos nos níveis é de: 20% no nível 1; 16,20% no nível 2; 17,30% no nível 3; 30,8% no nível 4 e 15,70% no nível 5. De acordo com o critério da secretaria, os alunos que estão, no mínimo, no nível 3 estão alfabetizados.

Para o secretário de Educação em exercício do Ceará, Mauricio Holanda Maia, os resultados mostram que a desigualdade está diminuindo. "Estamos reduzindo gradativamente o número de alunos nos níveis mais baixos de alfabetização, aumentando assim a equidade do sistema", explica. A meta, segundo ele, é chegar até 2010 com 100% dos alunos alfabetizados ao final do 2º do Ensino Fundamental.

Segundo a secretaria, 99% da oferta nas séries inicias do Ensino Fundamental no estado já está municipalizada. A avaliação é feita em todos os municípios. Para facilitar a divulgação dos resultados foi elaborado o IDE-Alfa - Indicador de Desempenho Escolar em Alfabetização, que leva em conta proficiência média dos alunos que possuem desempenho intermediário e desejável e o percentual de alunos que participaram da avaliação. Este último critério é utilizado para evitar que as redes impeçam a participação dos estudantes que têm dificuldade de aprendizado.

O IDE-Alfa é construído em uma escala de 0 a 10, os municípios que possuem IDE-Alfa igual ou maior do que 5 estão no nível intermediário e aqueles com índice de 7,5 ou mais no padrão desejável. Apesar da melhora apresentada em 2008, dos 184 municípios cearenses, 53 ainda possuem índice abaixo de cinco.

Para Rui Rodrigues Aguiar, oficial de Educação do Unicef no Ceará, Piauí e Rio Grande do Norte, a melhora nos indicadores de alfabetização é bastante expressiva. "Os resultados mostram que se continuarmos nesse ritmo é possível garantir o direito de todas as crianças de serem alfabetizadas ao final do 2º ano do Ensino Fundamental". O oficial do Unicef diz que o principal recado que os resultados dão à sociedade é que os gestores municipais que assumiram este ano têm condições de garantir que até o final deste mandato 100% das crianças sejam alfabetizadas até o final do 2º ano.

A melhora nos indicadores da alfabetização é vista como resultado do Paic - Programa de Alfabetização na Idade Correta, que apóia tecnicamente as administrações municipais, capacitando professores e técnicos, fornecendo material didático, sensibilizando as famílias e a comunidade, além de acompanhar e monitorar os resultados das ações implementadas.

O programa foi concebido a partir da criação do Comitê Cearense de Erradicação do Analfabetismo Escolar, que contou com união de esforços entre o Unicef, a Assembléia Legislativa do estado, a Undime - União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação, a secretaria estadual de Educação, a Aprece - Associação dos Municípios e Prefeitos do Estado do Ceará e o Inep - Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais. Segundo Rui Aguiar, em 2005, apenas 47 municípios haviam implementado as ações proposta pelo PAIC. Em 2007 o programa foi estendido a todas as cidades do Ceará como política pública de estado pela secretaria estadual.

O Spaece também avalia as competências e habilidades nas áreas de Língua Portuguesa e Matemática dos alunos do 5º e 9º anos do Ensino Fundamental e do 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio. Os resultados de 2008 do Spaece para essas etapas de ensino devem ser divulgados nos próximos dias. No Ceará, o desempenho dos alunos é utilizado como critério para repasse do ICMS aos municípios.

No último, 22 de junho, em Fortaleza, 148 escolas das mais de 6 mil analisadas, atingiram o índice acima de 8,5 na avaliação de alfabetizações, entre elas, 8 escolas são da rede Municipal de Sobral e receberam das mãos do Governador Cid Gomes o Prêmio Escola Nota 10. São elas: Carlos Jereissati, Silvana Machado (SESI), 1º. de Maio, Elpídio Ribeiro, Dinorah Ramos, Francisco Aguiar, Mocinha Rodrigues e Emílio Sedim.

As escolas se destacaram por terem atingido bons resultados no SPAECE (Sistema Permanente de Avaliação da Educação Básica do Ceará) 2008. O resultado das escolas participantes é apresentado através das escalas de proficiência de Língua Portuguesa e Matemática.

As escolas premiadas vão receber um incentivo em dinheiro no valor de R$ 2.500,00 por aluno. O pagamento se dará em duas parcelas e a maior parte, 75% do total, foi entregue durante a cerimônia do Prêmio Escola Nota 10, no Centro de Convenções. Já os 25% restantes estão vinculados à continuação da escola entre as melhores.
quarta-feira, 24 de junho de 2009


A partir do dia 13 de julho estarão abertas as inscrições do Concurso Público para o cargo de Professor da Rede Municipal de Ensino. São 300 vagas distribuídas para professores da Educação Infantil, Ensino Fundamental do 1o. ao 5o. ano e do 6o. ao 9o. ano.

O edital encontra-se disponível no site www.sobral.ce.gov.br/sec/educacao e maiores informações podem ser obtidas através do telefone 88) 3677-1244.

Cronograma:


Inscrições -13 a 31/07

Entrega dos cartões - 26 e 27/08/09

Prova Escrita - 30/08

Resultado da prova escrita - 11/09/09

Sorteio para prova didática - 14/09/09

Prova Didática - 15 a 29/09

Resultado da prova didática - 05/10/09

Recebimento dos Títulos -06 a 08/10

Resultado final - 23/10¹09

terça-feira, 23 de junho de 2009


O Projeto A Escola vai ao Cinema 2009 exibe na Mostra de Cinema de Arte o filme Meu Tio Matou um Cara.

Dias: 23, 24, 30 de Junho e 1º de Julho, às 19:30h no Cinema Renato Aragão. Gratuito!
Maiores informações 3611 2712 / 3614 2521

Meu Tio Matou um Cara
Direção:Jorge Furtado / Comédia /2004
Com: Lázaro Ramos, Déborah Secco, Sophia Reis

Meu Tio Matou um Cara é um filme jovem, uma comédia romântica e policial na qual Duca (Darlan Cunha), de 15 anos, faz de tudo para provar a inocência do tio (Lázaro Ramos), preso ao confessar ter matado um cara. Duca tem certeza de que o tio está assumindo o crime para livrar a namorada, Soraia (Deborah Secco), ex-mulher do morto. E, no meio de toda essa ação, Duca ainda tenta conquistar o coração de Isa (Sophia Reis), uma colega de escola que parece estar mais interessada em seu melhor amigo, Kid (Renan Gioelli). Duca envolve os dois na investigação e no final... bom, aí só vendo o filme.
Informamos que devido a problemas técnicos o CONCERTO DA ORQUESTRA JOVEM previsto para o dia 22/06/09 no Theatro São João foi adiado para dia 29/06/2009 às 20h próxima Segunda – Feira.


Escola de Música de Sobral.

Secretaria da Cultura e Turismo de Sobral
Fones: (88)3611-2712 ou (88)3611-2956

Solenidade de Entrega do Prêmio Escola de Sucesso – Versão 2008

25 de junho de 2009
Centro de Convenções – 19:00h


O Prêmio Escola de Sucesso, na sua edição do ano de 2008, consta de três categorias independentes de concessão e será conferido às escolas que alcançaram índices mínimos de desempenho para cada categoria:

Categoria I – 1º e 2º anos:
· 1º ano – 90% em decodificação, 90% em leitura (fluência) e 90% em escrita;
· 2º ano – 90% em leitura oral, tendo por referência o texto, 90% em compreensão da leitura e 90% em escrita.

Categoria II – 3º, 4º e 5º anos:
Média geral, igual ou superior a 85% de acertos, extraída do resultado da Avaliação Externa de Língua Portuguesa (Leitura e Escrita) e Matemática.

Categoria III – conferido, somente, à escola que obteve os melhores resultados de aprendizagem dos alunos do 6º ano (Leitura e Escrita) e Matemática.

O Programa Aprender a Ler, também está sendo contemplado, mas sem vínculo direto com nenhum dos blocos (I e II), de acordo com os seguintes critérios:
Atingirem um percentual igual ou superior a 70% de leitores de texto, frase e palavra.

Nas escolas contempladas com o Prêmio Escola de Sucesso – 2008, serão premiados os professores, os diretores, os vice-diretores, e os coordenadores pedagógicos.Os diretores, vice-diretores e coordenadores pedagógicos só receberão o prêmio numa das categorias, embora a escola seja premiada em duas ou três.


O valor do prêmio é de:
Professor -R$1.100,00 para cada turma
Diretor - R$1.650,00
Coordenador Pedagógico -R$1.375,00
Vice-Diretor R$1.100,00


As escolas premiadas são:



  • 1º de Maio


  • Araújo Chaves


  • Deliza Lopes


  • Elpídio Ribeiro


  • Jacira Mendes


  • José Inácio


  • José Leôncio


  • José Parente Prado


  • Leonília Gomes


  • Manoel Marinho


  • Odete Barroso


  • Renato Parente


  • SESI - Silvana Machado
quarta-feira, 17 de junho de 2009


Gestor que investe em planejamento evita ser escravo da burocracia e diminui os incêndios da rotina escolar

Você consegue cumprir sua agenda ao mesmo tempo em que resolve os inúmeros imprevistos que aparecem diariamente? No dia-a-dia, você prefere cuidar pessoalmente da documentação da escola e, por isso, não encontra espaço para acompanhar a aprendizagem dos alunos? Ninguém tem dúvida de que o ideal seria ter tempo para tudo sem estresse nem sobressaltos. Mas como conseguir isso? Se você acredita que o dia deveria ter mais de 24 horas para dar conta de tudo o que o cargo de gestor exige, faça o teste exclusivo de NOVA ESCOLA GESTÃO ESCOLAR sobre administração do tempo. Ele vai ajudá-lo a refletir sobre como você organiza a rotina.

Leia a matéria completa no site da Nova escola.
video

A Escola Ivonir Aguiar Dias, divulga os nomes dos alunos premiados na IV OIM/EIA. A premiação aconteceu nesta segunda feira, 15/06, no auditório da escola, numa solenidade onde estiveram presentes alunos, professores e os pais dos alunos premiados.

A competição que ocorreu nos Níveis I e II teve os seguintes medalhistas:


NIVEL I - 1º Lugar : Marcos de Melo Lima, 8º Ano A

2º Lugar : Gleison Balbino Cruz, 8º Ano C

3º Lugar : Ange Bruno Oliveira de Sousa, 8º Ano A


NIVEL II - 1º Lugar : Genilson Nascimento de Sousa, 6º Ano A

2º Lugar : José Portela Ferreira, 7º Ano A

3º Lugar : Francisco Denilson Silva Marcelino, 6º Ano A

Hoje, 17 de Junho de 2009, aconteceu a 1ª Parada da Leitura CEI - Dolores Lustosa. A atividade envolveu toda a comunidade escolar: professores, alunos, funcionários. Foram 15 minutos dedicados ao ato de ler por todos que fazem a escola, mais do que isso, foram 15 minutos que fizeram brotar em muitos corações a curiosidade, o gosto pela leitura, a vontade de aprender, o desejo de descobrir. Parabéns pela iniciativa!
Curadoria de Ed Ferrera

Acélio Alves, Escultor Sobralense, sua produção (esculturas/objetos/colagens/talhas e pinturas), utiliza uma linguagem que vai do clássico ao contemporâneo.

A exposição sina é um apanhado da obra do Artista Plástico Acélio Alves. Um diálogo com suas diversas formas de expressões produzidas ao longo dos últimos oito anos.
Em sua obra é possível reconhecer o traço refinado do artesão e a sensibilidade do artista criativo, envolto numa busca pessoal, que una sua realidade interior, com a realidade do mundo a sua volta. Em última instância, a união de corpo e alma expostos para degustação do expectador.

Data: 18/06/09
Local: Casa da Cultura
Horário: 19hs
Neste sábado, 20 de junho 2009 acontecerá o II FEIJOPROF

Tema: ESCOLA E FAMÍLIA JUNTAS POR UMA EDUCAÇÃO DE QUALIDADE! Palestrante: Prof. Ms. Júlio Cesar da Costa Alexandre
Debatedores: Prof. Juan Edesson de Oliveira
Prof. Osmar Vasconcelos Filho
Prof. Sâmia Cristina Fernandes Linhares

Local: Clube da AESC ( Associação dos empregados da Santa Casa) Bairro D. Expedito.
Hora: 8:30 ás 12:00

Uma realização das Escolas:
Antenor Naspolini
Padre Palhano
José Hermirio de Moraes
Centro de Ed. Infantil Mestra Anísia Rocha
Dinorah Thomaz Ramos
Osmar de Sá Ponte
José Arimatéia Alves
Ivonir Aguiar Dias
José Parente Prado



terça-feira, 16 de junho de 2009

A Prefeitura Municipal de Sobral, atráves da Secretaria da Educação e da Escola de Formação Permanente do Magistério realizará no dia 20.06.09 (sábado), no Centro de Convenções, de 8h às 16h, as Oficinas Pedagógicas do Programa Olhares - o ofício de educar. Cinco oficinas serão ofertadas aos professores que compõem a rede pública de Sobral. Um público de aproximadamente 250 educadores do município se inscreveram nas oficinas de: Construção de brinquedos populares, Confecção de bonecos de fantoches, Dança, Musicalidade e Contação de Histórias. Contamos ainda com a apresentação cultural do grupo de quadrilha Pisa na Fulô. A participação nas atividades do Olhares faz parte da formação pessoal do professor que aproveita esse dia de trabalho de uma maneira lúdica onde tem a oportunidade de relaxar e aprender mais conhecimentos, interagindo com diferentes saberes.
segunda-feira, 15 de junho de 2009
Servidores públicos em greve permaneceram acampados na Praça do Ferreira, ontem, durante o Arraiá da Cidade

Se de um lado os professores reivindicam reajustes salariais, do outro, os pais dos alunos prejudicados com a greve da categoria da rede municipal querem o que é de direito dos seus filhos: o acesso à Educação. Jadiel de Sousa, de 11 anos, por exemplo, cursa a 3ª série na Escola Municipal de Ensino Infantil e Fundamental Isabel Ferreira, no Curió, e desde abril tem passado os dias ociosos, afastado da sala de aula. O prejuízo que a paralisação causa a estudantes como Jadiel levará o Conselho Estadual do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) a recorrer à Justiça. De acordo com o presidente, Geraldo Magela, o Conselho entrará com uma representação contra a Prefeitura de Fortaleza devido ao impasse com os professores, que já dura mais de 45 dias. “O que eu observo é que a pauta dos professores municipais é bem menos complexa que a do Estado, e não tem evoluído nada para a superação dos conflitos”, questiona. O desinteresse do Município em negociar com a categoria, conforme avalia o presidente do Conselho, é um descaso com a Educação. Como parte interessada, Magela se vê no direito de representar contra a Prefeitura e, inclusive, contra o Estado, embora esse impasse esteja parcialmente resolvido, considerando que a Justiça o movimento estadual ilegalidade, mas nem todos os professores retomaram as atividades. Na Escola onde Jadiel estuda, o diretor, Wanderley Cláudio Ventura, confirma que as atividades estão funcionando parcialmente. Ele informa que, ao todo, são nove professores parados, de um total de 35, entre efetivos e substitutos. “Não concordamos que as crianças fiquem nas ruas. Até porque quando elas vêm à Escola para saber se o professor já voltou às atividades, nós sempre oferecemos a merenda Escolar. O que não podemos é realizar ações educativas e recreativas, porque não há pessoal quando uma greve está em vigor”, disse Wanderley. Tensão Durante a abertura do Arraiá da Cidade, os grevistas permaneceram acampados na Praça do Ferreira distribuindo panfletos à população. José Alves Neto, coordenador de Linguagens Artísticas e que representava a Prefeitura na ocasião, recebeu vaias durante o discurso de abertura. Por volta das 18h30, houve uma discussão entre agentes da Guarda Municipal e os grevistas, que alegavam que os guardas estavam realizando uma ação de trânsito ao fechar a Travessa Pará, incorrendo em desvio de função. A assessoria de comunicação do órgão informou que as áreas em torno da praça foram isoladas por questões de segurança e proteção, atribuições da Guarda.

Disponível em: www.todospelaeducacao.org.br
Com somente 17,1% das crianças até três anos matriculadas nas creches e 77,6% das com idade entre quatro e seis anos na pré-escola, o Brasil ainda tem muito o que avançar no que diz respeito à Educação Infantil. Os dados são do relatório do Unicef “O Direito de Aprender”. No Ceará, as faltas da Educação Infantil são acompanhadas de perto por fóruns, conselhos e organizações não-governamentais. Membro do grupo gestor do Fórum de Educação Infantil do Ceará, Maria de Jesus Araújo Ribeiro, ressalta que, no Ceará, o acesso das crianças de zero a seis anos à Escola é muito prejudicado, principalmente quando se trata de creches. “Mesmo quando existem, essas instituições não recebem bebês menores de um ano, prejudicando as mães que trabalham e não têm com quem deixar os filhos. O que acontece é que essas crianças acabam ficando em casa com vizinhos ou irmãos mais velhos, de forma totalmente insegura ”, afirma. Ela destaca ainda que, apesar da Educação Infantil não ser obrigatória, por lei, o Poder Público tem que oferecer o atendimento para as famílias que solicitarem. Além da carência de creches e instituições de pré-escola insuficientes, Maria de Jesus frisa a falta de estrutura adequada para o máximo aprendizado das crianças. Ela diz que muitas pessoas pensam que a criança ainda não aprende tanto e não tem necessidade de acompanhamento na primeira infância, mas alerta que o cuidado com a criança já faz parte da Educação, assim como as brincadeiras. “Pesquisas que mostram que as crianças que têm acesso à Educação Infantil adequada têm mais sucesso na Escola, são mais felizes, se socializam melhor e até adoecem menos”. A alegativa para a pequena quantidade de creches e pré-escolas, segundo ela, é o alto custo, na maior parte dos casos. No entanto, a educadora lembra que gasto com Educação Infantil deve ser considerado investimento. “As crianças aprendem muito nos primeiros anos de vida. É nessa fase que se dá, com maior velocidade, o desenvolvimento motor e emocional e as crianças que estão fora da Escola nessa época acabam perdendo muito”, ressalta. Maria de Jesus diz que o Fórum defende a ampliação do atendimento e qualidade da Educação Infantil. “Pelo Plano Nacional de Educação, nós deveríamos atender, em 2009, cerca de 30% das crianças, mas estamos somente com 17% estudando”, lamenta. Conselho O presidente do Conselho Estadual de Educação, Edgar Linhares, comentou que, com o crescimento das Escolas de Educação Infantil, a partir do Fundeb, a entidade passou a se preocupar mais com esse período da Educação. “Nós estamos concluindo um levantamento das Escolas para planejar melhor as ações”, afirma. Um dos objetivos, segundo ele, é incluir a família na atividade Escolar, para ajudar a criar um mecanismo de có-responsabilidade na comunidade.
RENATA BENEVIDES
Repórter
Disponível em: todospelaeducacao.org.br

A Escola Maria do Carmo Andrade e toda comunidade promoveu no último sábado, 12 de junho, uma caminhada para sensibilizar as famílias do Bairro das Pedrinhas no que diz respeito à infrequência das crianças na escola. O evento foi um sucesso! Além de pais, alunos, professores, funcionários em geral e núcleo gestor, houve a participação especial das lideranças comunitárias, que não mediram esforços para realização desta atividade. “Agradecemos a todos que participaram do evento e adiantamos que esta tarefa não pára por aqui, foi apenas o início do plano de ação do Projeto Frequência Campeã, afinal, a escola só poderá cumprir com sua missão se os pais participarem e encaminharem seus filhos para a escola”, ressaltou a diretora, Professora Francisca Joelma Xavier de Oliveira










Na última quarta-feira, 10 de junho de 2009, aconteceu no auditório da Prefeitura de Sobral a solenidade de culminância do Projeto Livro, Livrinho Livrão. Na ocasião foi lançado um livro escrito pelas crianças do Infantil V, onde elas contam com muita propriedade as histórias vivenciadas durante a execução do projeto. A solenidade contou com a participação do Secretario de Educação do Município, Sr. Júlio César da Costa Alexandre, da diretora do Centro de Línguas, Sra. Conceição Azevedo, da diretora da Escola de Formação, Sra. Ana Rosa Parente, da diretora da Biblioteca Municipal, Sra. Ana Maria Linhares, diretores das escolas, professores, coordenadores da secretaria, e das estrelas do dia, as crianças autoras do livro.
O projeto é uma iniciativa da Coordenação da Educação Infantil e visa desenvolver nas crianças a construção de diferentes linguagens através de histórias e contos infantis. A proposta é um trabalho dinâmico e concentra-se na diversidade da linguagem e na aprendizagem significativa a partir de momentos lúdicos. “O trabalho com literatura Infantil, sabe-se que é muito rico e gratificante, nos permite viajar em outro mundo, cheio de surpresas, além de propiciar às crianças bons momentos de risos e novos conhecimentos”, salientou a Coordenadora da Educação Infantil Professora Edna Lúcia de Carvalho Lima.
Também é pretensão do projeto trazer as famílias para participar de todo processo junto com as crianças, como forma de integrá-las cada vez mais a escola e os processos de desenvolvimento de seus filhos. A idéia é que estas desenvolvam também o hábito de contar histórias para seus filhos. “Foi pensando nesses aspectos que elaboramos um projeto que desperte e estimule na criança a vontade de ouvir, imaginar, sonhar, desenhar, brincar, ver livros, escrever e querer ouvir de novo. Afinal, tudo pode nascer de uma linda história”, acrescentou a Professora Ana Stela de Gois, que é responsável pela criação e elaboração do projeto.
sexta-feira, 12 de junho de 2009

Acontecerá de 15 a 19 de junho, no Centro de Convenções (Auditório Vênus) com diversificada programação, composta por oficinas de contação de histórias, rodas de leitura, apresentação artística e palestra. Será um momento de interação dos professores com o mundo da literatura e dos livros, através da troca de experiências entre os professores e o grupo da Casa do Conto de Sobral. Terá também, apresentação de um “Espetáculo Musical de Contos” com o grupo Cia Catirina de Fortaleza e uma palestra com os Escritores e Ilustradores das Edições Casa do Conto de Fortaleza.

Horário: 18h30min às 21h30min

Esteve presente a reunião dos diretores das escolas municipais que aconteceu na última quinta-feira, 04 de junho, o Secretário de Infra-estrutura Sr. Irismar de Azevedo. Na ocasião o secretário falou de todo o esforço conjunto que está sendo feito para recuperar as estradas de Sobral, principalmente as que estão na rota do transporte estudantil. Destacou também que infelizmente existe uma enorme burocracia e que ela dificulta a chegada do recurso que está sendo esperado do governo do estado, não sabendo dizer quando vai chegar nem quanto. “Não podemos competir com a natureza, devemos respeitá-la”, justificou o secretário acrescentando que tudo que pode ser feito para melhorar alguns trechos e ir liberando passagem para o transporte escolar está sendo priorizado, mas que precisamos ter calma, pois as chuvas ainda não cessaram totalmente, o que dificulta o início das obras em alguns lugares.

Coordenadores Pedagógicos das escolas municipais participam de formação para abordagem do trabalho infantil em sala de aula. As atividades indicadas a serem realizadas nas escolas dividem-se em duas categorias e podem ser premiados até 12 trabalhos, são elas: a literatura através de contos, poesia de cordel, histórias em quadrinhos e as artes visuais através de pintura, desenho e fotomontagem. Os alunos participantes do projeto concorrerão a uma premiação e a seleção dos trabalhos tem a primeira etapa na escola onde o professor e o coordenador pedagógico escolar, escolherão o melhor trabalho por categoria e enviarão à Coordenação Pedagógica Municipal. Em seguida, o município premiará os três melhores trabalhos de cada categoria. A erradicação do trabalho infantil é uma luta de todos!
video



No último sábado, 06 de junho de 2009, aconteceu no Palácio de Línguas a formação dos monitores do Projeto Aluno Monitor. O objetivo é formar alunos e professores que atuarão nas escolas utilizando a plataforma da Microsoft Educacional (http://www.alunomonitor.com.br/) junto aos outros estudantes que participarão do projeto. É utilizado um ambiente de educação a distância na Internet, para estender aos alunos e professores a oportunidade de qualificação e iniciação profissional, com base em produtos Microsoft de mais alta tecnologia.
Ao permitir que educadores e estudantes alcancem seu potencial pleno por meio do uso de ferramentas da tecnologia, o Aluno Monitor pretende melhorar a qualidade do aprendizado e promover o desenvolvimento humano pela educação. Por meio do curso, o aluno monitor torna-se apto a: monitorar os ambientes informatizados de suas escolas; auxiliar colegas e professores no desenvolvimento de projetos que envolvam o uso das tecnologias no processo de ensino e aprendizagem; replicar as habilidades adquiridas a outros alunos monitores, garantindo a multiplicação do conhecimento.
quarta-feira, 10 de junho de 2009

Proporcionar capacidade de dirigir, comandar uma equipe e criar mecanismos e condições para que sigam um caminho predeterminado na busca de um resultado.
Foi com este objetivo que a LIDERARH realizou o curso Chefia e Liderança em Reriutaba. A turma foi formada por 50 alunos e as aulas foram ministradas no período de 2 a 23 de maio, no Campus UVA/ Projeto Rondon. A entrega de certificados ocorreu no sábado, dia 30, com destaque para a presença do deputado Professor Teodoro que apoiou integralmente o curso.
Na solenidade de entrega de certificados a mesa dos trabalhos foi formada pelo deputado Professor Teodoro; Vicente Pinto de Mesquita Filho, vice-prefeito de Reriutaba; Aline Miranda, da LIDERARH; professor Antônio Gouveia Júnior, presidente do Instituto de Estudos e Pesquisa Vale do Acaraú (IVA); Valdomiro Marques das Neves, coordenador do Projeto Rondon/ Zona Norte; Osmar Vasconcelos, secretário do Esporte e Juventude de Sobral; e professora Herik Zednik.
Com uma abordagem sobre difusão do conhecimento e o processo de inclusão através da educação, o deputado Professor Teodoro fez um relato de sua experiência como educador, o modelo de gestão nos 16 anos à frente da Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA), formação de mais de 60 mil professores e a interiorização do ensino superior. Falou de seu trabalho na Assembleia Legislativa em defesa da educação e destacou a importância do conhecimento, numa época em que a revolução tecnológica exige uma constante qualificação.
Falando sobre o curso Chefia e Liderança, ele enfatizou o potencial dos alunos e disse que cada pessoa tem o dever de ajudar o Município. “Através do conhecimento é preciso pensar a cidade e projetos de sobrevivência de vocês. Vocês têm que acreditar nisso. Nós não podemos parar de estudar. Não há salvação sem educação”, disse o deputado Professor Teodoro, destacando que outros cursos de capacitação serão realizados em Reriutaba.
“A educação é a base de tudo na vida, um instrumento de libertação que promove a igualdade entre as pessoas, além de ser o caminho mais viável, se não o único, para a inclusão social”, complementou o deputado Professor Teodoro.
Bolsas integraisAs aulas foram ministradas pela professora Orlanda Maciel que usou, como estratégia, exposição dialogada, apresentação de slides, técnicas de dinâmicas de equipe, exercícios, filmes didáticos e estudos de casos. Ela destacou o conteúdo programático chamando a atenção para os aspectos da liderança, motivação, empatia, responsabilidade, incentivo, condução da equipe ao sucesso, comunicação eficaz, administração de conflitos, cooperação e estabelecimento de metas. Como resultado prático do Curso foi formado um grupo de líderes para composição de uma associação comunitária.
Em nome da turma, o concludente José Fábio fez uma homenagem ao deputado Professor Teodoro, que ofereceu bolsas integrais para os 50 alunos do curso. A LIDERARH esteve representada por Fabiana Monte Soares, Aline Maria Miranda e Aderlinda Maria Miranda. Representando a empresa, Aline Miranda destacou também o apoio do deputado, entusiasta defensor da educação e do empreendedorismo.
“O deputado Professor Teodoro, incondicionalmente, com sua inteligência e visão de futuro, abraçou forte o nosso projeto, sendo hoje um importante parceiro”, disse Aline, enfatizando que a LIDERARH visa à evolução profissional e tecnológica, através de análise das políticas e práticas sociais; e que seu compromisso é estabelecer metas primando pela responsabilidade, sustentando a ética profissional diante do comprometimento e liderança no mercado.
Importante ressaltar que, depois da realização do curso, a empresa de consultoria vem desenvolvendo com os concludentes um trabalho de planejamento de desenvolvimento local em Reriutaba.




disponível em: www.expressodonorte.com
video
terça-feira, 9 de junho de 2009









A Escola Dinorah Ramos comemorou com muita alegria e entusiasmo o Dia do Projeto da Escola dos Valores. O destaque foi o dia da ALEGRIA, que por sinal, foi contagiante como podemos constatar nas fotos. Aliás, a etimologia da palavra escola significa alegria, então, que tal tornar nossas escolas mais alegres? Esse é um desafio a todos os professores e gestores.

Obrigada pela visita!!!

Redes Sociais

Hora certa

Previsão do Tempo

A Hora da e Escola

A Hora da e Escola
Toda quinta-feira, às 13h30min, na Rádio Caiçara

Blogs Indicados

Meus Vídeos

A Embriaguez do Movimento

Posts do Blog

Seguidores

Popular Posts