Quem sou...

Minha foto
Professora Ms Herik Zednik
Este Blog foi criado com o intuito de estimular uma reflexão sobre a Educação. Discutiremos a educação como processo de mudança, daí o nome educere, que significa conduzir-se de um lugar ao outro ou de uma situação para outra. Neste sentido, refletiremos sobre uma educação que vem de dentro para fora e não apenas falaremos da educação formal, mas de tudo que a permeia e a ela é atribuído. Desta forma, entendemos que "tudo é uma questão de educação" e que, por isso, abordaremos notícias, campanhas, projetos, política, cidadania, ciência e tantos outros assuntos, afinal, educação é muito mais do que produzir conhecimento formal, é também ampliar horizontes, transformar atitudes, vivenciar cidadania.
Visualizar meu perfil completo


"A mais potente arma nas mãos do opressor é a mente do oprimido" - Steven Biko

"Leia! Leia não apenas as palavras, imagens e símbolos estampadas nas mais diversas mídias. Leia o mundo nas suas mais diversas formas e significados, leia as entrelinhas. Leia o tangível, o audível, o visível e quem sabe até o invisível. Leia o mundo e faça as mais diversas interrogações, afinal como diria nosso educador Paulo Freire "a leitura do mundo antecede a leitura da palavra". Nós estamos no mundo e uma parte dele está em nós através de nossas leituras."
Herik Zednik

“O fracasso do professor começa no momento que ele desiste de aprender”
Herik Zednik


"Quanto mais simples é a pessoa, mais ela sobe no meu conceito"
Herik Zednik

"Não conheço nenhum país, cidade ou município no mundo que tenha se desenvolvido sem ter investido seriamente em educação"
Herik Zednik

"Não importa quanto dinheiro tenha, quantos cargos ocupe, quanta fama possua ou poder detenha, a essência precisa ter dignidade, honestidade, generosidade e também muita humildade."
Herik Zednik

Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade. " Confúcio

"Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.." Clarice Lispector

"A educação só produz resultados em sociedades em que as pessoas podem fazer escolhas pessoais e econômicas, dando-lhes a oportunidade de serem criadoras e descobridoras." (Odemiro Fonseca em "Benefícios da liberdade")

"Educação serve pouco se as pessoas não forem livres. É só lembrar o que aconteceu nos países socialistas, onde a educação era considerada de qualidade."

"O discurso da impossibilidade da mudança para a melhora do mundo não é o discurso da constatação da impossibilidade, mas o discurso ideológico da inviabilização do possível" Paulo Freire

"A mente que se abre a uma nova idéia nunca voltará ao seu tamanho original." Albert Einstein

"Bendito, bendito é aquele que semeia livros, livros a mão cheia e manda o povo pensar; o livro caindo na alma, é germe que faz a palma, é chuva que faz o mar.". Castro Alves

Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Featured Posts

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

A Cia de Teatro Navegando nas Artes Cênicas - NAC do Colégio Luciano Feijão apresenta no próximo dia 30 de outubro, a partir das 17h30min, o espetáculo "Chapeuzinho Vermelho" no palco do Theatro São João.

A peça é uma comédia infantil que envolve o público e mexe com a imaginação das crianças. Os seus personagens: Chapeuzinho Vermelho; menina inocente e faladeira, o caçador Pedro Pirilimpimpim; corajoso, porém, fracote e atrapalhado. Vovozinha bastante surda e divertida e o Lobo Mau; espertalhão e interesseiro, se envolvem numa série de confusões e trapalhadas.

O texto da peça é dos Irmãos Grimm, com adaptação da Cia Teatral Navegando nas Artes Cênicas, direção de Carlos Jamacarú, iluminação e cenografia de Sebastião Lima e realização do Colégio Luciano Feijão.

Ingressos no valor de R$ 5,00. Mais informações podem ser obtidas no Colégio Luciano Feijão, Av. Dom José, 325, centro, ou pelo telefone (88)3112-1000.
quinta-feira, 28 de outubro de 2010

A jovem Francisca Joele Dias Balbino é uma dos 35 adolescentes entre 6.000 inscritos que foram contemplados com o programa Jovens Embaixadores. Joele e outra aluna de Quixadá foram as cearenses escolhidas para representar o Ceará nos Estados Unidos, como parte do intercâmbio promovido pelo programa.

A sobralense participa do Projeto Projovem Adolescente no Cras Irmã Osvalda no Bairro Alto da Brasília, "O incentivo, o apoio e a orientação que tive no Projovem serviu de suporte para me amparar nas etapas de seleção do Programa Jovens Embaixadores e consequentemente na realização de meu grande sonho" comenta Joele.

Joele, que é aluna do 3º ano do ensino médio do Colégio Estadual Dom José, fala inglês fluentemente, requisito essencial para o ingresso no Programa. Ela atribui o domínio do idioma às aulas que frequentou no Centro de Línguas de Sobral. A jovem participa também de estágio na Grendene.
Sobral foi novamente destaque na noite desta terça-feira, 26, Casa Cor Ceará 2010 . Numa programação em que pessoas com necessidades especiais fizeram apresentações de dança e música, o sobralense João Henrique, aluno da APAE Sobral, fez uma apresentação voz e violão, em seguida, o grupo de danças formada por garotos e garotas sobralenses apresentará o número “Um Sonho de Liberdade", oportunidade de mostrar talento e superação.
A iniciativa é do Governo do Estado, por meio da primeira dama, Maria Célia Habib Moura Ferreira Gomes. Além dessa terça-feira, as apresentações também acontecerão nos dias 17 e 24 de novembro com grupo de alunos das APAE’s de Fortaleza e Juazeiro do Norte.





Ontem, 27/10, na Casa de Cultura de Sobral, participaram da cerimônia de premiação do Concurso de Redação: TREMOR DE TERRA – SAIBA COMO AGIR, o Secretário de Educação de Sobral, Professor Júlio César da Costa Alexandre; o Coronel Francisco Carlos Mendonça, Secretário de Cidadania e Segurança de Sobral; o Capitão Francisco Roberto de Morais, Comandante do Corpo de Bombeiros Militar de Sobral; o Sr. Francisco das Chagas Melo, Gerente de Sismologia da Defesa Civil do Estado do Ceará; o Sr. Jorge T. Vasconcelos, Coordenador Municipal da Defesa Civil de Sobral; a Professora Jamile F. Caldas, Coordenadora do Ensino Fundamental de Sobral; Professora Edna Lúcia Carvalho Lima, Coordenadora da Educação Infantil de Sobral; técnicos da Secretaria de Educação de Sobral; alunos; professores e diretores.

Na ocasião, foi realizada a exposição das redações dos alunos e maquetes. Os vencedores ganharam uma viagem, passeio de dois dias para Fortaleza, onde conhecerão o Centro de Sismologia. A escola de cada um dos contemplados, recebeu um acervo bibliográfico.

Os alunos vencedores foram:

1º Lugar - Francisco Douglas Canafístula de Souza – 6º Ano - Escola Manoel Marinho.

2º Lugar - Mayara do Nascimento Lima – 8º Ano - Escola Dinorah Tomaz Ramos

3º Lugar - Ian Vinícius Vasconcelos dos Santos - Escola Joaquim Barreto Lima

O concurso tinha o objetivo de fortalecer a cidadania de crianças e adolescentes regularmente matriculados nas escolas da rede municipal de ensino, através da discussão sobre medidas de segurança, como também, despertar o interesse dos alunos para problemáticas dos tremores de terra na sociedade, permitindo que os mesmos possam discuti-los, através do estudo e observação dos fatores dos sismos.


quarta-feira, 27 de outubro de 2010

O Brasil tem melhorado em vários aspectos, mas permanece na 45ª posição em decorrência principalmente de dois aspectos: a precariedade da segurança pública e a qualidade na Educação - Editorial

Editorial

A importância crescente do Brasil no cenário global o faz alvo de constantes estudos. Um deles, realizado pelo Instituto Legatum, de Londres, que promove o desenvolvimento sustentável, foi divulgado ontem e coloca o nosso país em posição apenas mediana em condições de vida. Está em 45º lugar entre 108 países. É pouco. Temos potencial para ir adiante.

O chamado ranking internacional de prosperidade levantado pelo Instituto Legatum, ao contrário do que sugere esse rótulo, não se restringe a questões puramente econômicas. Também avalia o bem-estar da população entrelaçando informações em oito subíndices: economia, empreendedorismo, governança, saúde, Educação, segurança, liberdade e capital social (normas que infundem confiança e reciprocidade na economia).

Pela segunda vez consecutiva, a posição do Brasil se mantém inalterada. O 45º posto dá a sensação de que o nosso país não está administrando bem suas forças. Permanece muito atrás de vizinhos da América do Sul. O Uruguai ocupa a 28ª posição; o Chile, a 32ª; a Argentina, a 41ª. São colocações que não conferem com a liderança brasileira no continente, sob diversos aspectos. A Finlândia foi a única nação a atingir o topo em todas as categorias.

O conceito central do Índice Legatum de Prosperidade tem a ver com o grau de satisfação da população com as suas condições de vida. "Países prósperos são fortes em todas as áreas", e não necessariamente aquelas que apresentam PIB mais alto, assinala o relatório. O texto também ressalta que o "crescimento econômico não é suficiente" para os Bric (Brasil, Rússia, Índice e China) ascenderem posições mais altas.

O Brasil tem melhorado em vários aspectos, mas permanece na 45ª posição (média entre todos os subíndices) em decorrência principalmente de dois aspectos: a precariedade da segurança pública e a qualidade na Educação, que ainda deixa muito a desejar - questões cruciais para qualquer sociedade.

Em se tratando de segurança pública, o país fica na posição 76; em Educação, 75. O estudo assinala que apenas dois em cada cinco brasileiros se sentem seguros ao transitar de casa para outros locais - uma média tirada em diferentes regiões do país.

Os indicadores de violência têm recluído em algumas cidades, pontualmente. Estão crescendo menos, mas não param de crescer. Na verdade, o país se ressente de metas nacionais bem definidas para redução de ocorrências. Fica para os próximos governos estaduais e federal.

Já os indicadores de deficiência no processo educacional são muitos, apesar dos notórios esforços que o setor público, nas três esferas, vem realizando na rede Escolar. Inclusive há melhoria no financiamento ao ensino, por meio do Fundeb (Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação), que atende a toda a Educação básica. Ainda assim, o país contabiliza mais de 14 milhões de cidadãos acima de 15 anos que não sabem ler nem escrever.

A Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios), feita pelo IBGE, indica que um em cada cinco brasileiros de 15 anos ou mais são analfabetos funcionais, ou seja, têm menos de quatro anos de estudo. Tal fato é reflexo do elevado índice de evasão Escolar no ensino fundamental e médio, ocorrência liderada pelo Brasil na América Latina.

A melhoria de alguns indicadores - como os da segurança pública e da Educação - não ocorre da noite para o dia. Há que se perseverar, com bons planos e execução correta.

Fonte: A Gazeta (ES)


Em entrevista à Agência Senado, Cristovam Buarque disse que essas providências seriam mais efetivas do que os dois decretos para facilitar o financiamento de curso superior

Iara Farias Borges

Os jovens que desejarem cursar licenciatura ou pedagogia deveriam ser dispensados de vestibular e ter os seus estudos integralmente pagos pelo governo - é o que sugere o senador Cristovam Buarque (PDT-DF), para quem tais medidas poderiam contribuir para reduzir a carência de professores, que, segundo ele, é de cerca de 400 mil só nas áreas de matemática, física, química e biologia.

Em entrevista à Agência Senado nesta segunda-feira (25), Cristovam Buarque disse que essas providências seriam mais efetivas do que os dois decretos editados recentemente pelo governo para facilitar o financiamento de curso superior. Para ele, esses decretos, que mudam as regras do Fundo de Financiamento ao Estudante do Ensino Superior (Fies), são importantes e reduzem as dificuldades dos estudantes, mas não são suficientes para fazer frente às necessidades educacionais do Brasil.

Um dos decretos (7.338/2010) acaba com a necessidade de fiador para acesso ao Fies e o outro (Decreto 7.337/2010) amplia o prazo para que o estudante comece a pagar o financiamento.

- As medidas [contidas nos decretos presidenciais] são válidas, são importantes, têm meu apoio, mas eu queria mais. Queria que ninguém precisasse, nesse país, pedir empréstimo para ser estudante e se formar nas profissões de que o Brasil precisa. Cobrar de alguém que quer estudar para ser professor é como cobrar, durante uma guerra, para que o jovem pague para treinar para ser soldado - disse Cristovam.

Na opinião do senador, o estudante de licenciatura que não conseguisse vaga nas universidades públicas deveria estudar em faculdade particular com mensalidade paga integralmente pelo governo.

- O Brasil precisa de professor. É como se o país precisasse de soldados. Estamos numa guerra, mas nem o povo nem os governantes perceberam. O que a gente faz quando está em guerra? Procura soldados. E gasta dinheiro para formar os soldados - comparou.

Sem fiador

O Fies já financiou mais de seiscentos mil cursos no país e a necessidade de garantia sempre foi uma das dificuldades para acesso ao programa. Com o Decreto 7.338/2010, o governo institui o Fundo de Garantia de Operações de Crédito Educativo, que substituirá a necessidade de fiador, conforme portaria do Ministério da Educação. O fundo será mantido pelo Tesouro Nacional e pelos estabelecimentos de ensino que aderirem ao programa.

Apenas poderão fazer uso do benefício os estudantes que cursarem licenciaturas ou que tenham renda familiar inferior a um salário mínimo e meio per capita. Bolsistas parciais do Programa Universidade para Todos (ProUni) que queiram financiar o restante da mensalidade também poderão pedir dispensa de fiador.

Já com o Decreto 7.337/2010, o governo busca ampliar os prazos para quitação dos débitos - a primeira parcela passará a ser cobrada 19 meses após a conclusão do curso. A nova norma também prevê parcelamento do saldo devedor por um período equivalente a até três vezes o tempo de estudo do aluno na condição de financiado, acrescido de doze meses. Pela nova norma, que altera a lei que instituiu o Fies (Lei 10.260/ 01), a amortização do financiamento poderá ser antecipada, quando for de interesse do estudante.

Fonte: Agência Senado


Tony Blair, que esteve em SP, diz que alunos deveriam aprender a usar melhor tecnologia

O ex-primeiro-ministro do Reino Unido, Tony Blair, disse nesta terça-feira (26) em palestra na Universidade Anhembi Morumbi que governos de todo o mundo precisam reformar seus sistemas educacionais. Para funcionar, diz ele, a educação tem que ser “para todos”, mas o sucesso depende da abertura “de espírito, de pessoas e de países”.

- Quando você propõe uma mudança, todos dizem que é um desastre. Enquanto a mudança está sendo feita, falam que é um inferno. Depois, se comportam como se sempre tivesse sido assim.

Alguns pontos são fundamentais para mudar o sistema de ensino, na avaliação do ex-líder trabalhista britânico. São eles: universalizar o acesso às escolas; continuar a estudar mesmo após ter terminado a universidade ou outros ciclos de ensino; investir na formação dos professores; aplicar recursos em educação nas áreas pobres; desenvolver habilidades dos alunos no uso de tecnologia; ampliar o comprometimento do governo com o ensino.

Blair discursou em torno das “aceleradas mudanças” provocadas pela globalização. Um desses efeitos é a velocidade com que os jovens mudam de trabalho, o que, segundo ele, exige que as instituições estimulem os alunos a investirem em suas habilidades sociais.

Ele citou o Reino Unido como exemplo de que ainda há muito que ser feito ao redor do mundo.

- Nós educamos uma elite brilhante, mas a maior parte é educada com o básico, que não é suficiente.

Ensino para a vida
O ensino tem que ser exercitado “para a vida”, referindo-se à educação continuada, na opinião de Blair. Ele disse que esse pensamento tem que partir dos governos, da sociedade e, principalmente, do próprio indivíduo.

- A pré-escola conta na formação do indivíduo, assim como a pós [graduação].

A ex-presidenciável do PV, Marina Silva, esteve presente na palestra e disse concordar com Blair na questão de dar mais importância à educação. Segundo ela, pensar o tema é um desafio.

- Eu dizia que dez anos atrás tinha participado de um debate com a União Europeia em que diziam que a educação deles estava atrasada, e eu sempre ficava sofrendo. Eu pensava: se eles se sentem atrasados, imagina nós [brasileiros].

Marina afirmou que os problemas da educação não dependem apenas do aumento de verba para a área. Ela defende que o repasse suba de 5% para 7% do PIB (Produto Interno Bruto).

- Não é questão apenas de dinheiro, mas, também, de como formar o professor, a pré-escola, o ensino infantil, o fundamental e o médio. Como fazer com que a profissionalização seja uma formação sem limitar o estudante para outras oportunidades? É exatamente como o ministro falou.

Fonte: R7


Segundo ele, o novo Plano Nacional de Educação (PNE), que deve ser vigorar a partir de 2011, precisa refletir essa visão suprapartidária e incluir investimentos na área no médio e longo prazos

Fernando Leal

O candidato do PSDB à Presidência da República, José Serra, vem defendendo uma mobilização nacional pela Educação de qualidade, "acima dos partidos". Segundo ele, o novo Plano Nacional de Educação (PNE), que deve ser vigorar a partir de 2o11, precisa refletir essa visão suprapartidária e incluir investimentos na área no médio e longo prazos.

A perspectiva da Educação como política de Estado também deve se refletir, em caso de eleição de Serra, na continuidade das avaliações externas. Em meados da década de 1990, durante o governo Fernando Henrique Cardoso, o Instituto Nacional de Pesquisas Educacionais (Inep), tendo a frente a professora Maria Helena Guimarães Castro, reformulou o Sistema de Avaliação da Educação Básica (Saeb), praticamente dando início à cultura das avaliações externas. No governo Lula, as avaliações avançaram, inclusive com a criação da Prova Brasil.

Nas propostas de Serra até agora apresentadas as avaliações estão presentes, inclusive com a possibilidade de remuneração variável para professores a partir do cumprimento de metas de melhoria do desempenho dos alunos (como no Estado de São Paulo).

Veja a seguir as principais propostas de Serra para a Educação:

• Criar um milhão de vagas de ensino técnico profissionalizante.
• Distribuir cem milhões de livros de literatura brasileira por ano para professores e alunos da rede pública a partir do 5º ano do Ensino Fundamental.
• Garantir dois professores em sala de aula nas primeiras séries do Ensino Fundamental.
• Expandir o número de creches no Brasil.
• Garantir o acesso de pessoas com deficiência à escolarização.
• Garantir que todas as escolas tenham computadores conectados à internet.
• Aperfeiçoar a avaliação de universidades que recebem recursos do PROUNI.
• Garantir às Universidades Federais condições adequadas de funcionamento para o ensino, pesquisa e extensão.
• Ampliar o investimento em pesquisa científica.
• Trabalhar em conjunto com os educadores e ajudar Estados e municípios a cumprirem o pagamento do piso para os professores do Ensino Fundamental.
• Criar o programa “Aluno Tempo Integral”, por meio de açõesintegradas entre os governos federal, estaduais e municipais e parcerias com organizações da sociedade civil
• Instituir programas de apoio aos alunos com atraso escolar e dificuldades de aprendizagem.
• Estabelecer padrões de qualidade e sistemas de acompanhamento compartilhados com municípios.
• Implementar uma rede nacional de apoio para o ensino à distância nas carreiras técnicas de nível médio e superior.
• Dar continuidade e expandir as avaliações escolares (Saeb/Prova Brasil e IDEB) e vincular os resultados das avaliações a programas de incentivos as escolas e diretores.
Adotar programas de incentivo e valorização dos professores, em parceria com estados e municípios, baseados em parâmetrosobjetivos de avaliação dos professores (formação continuada, metas alcançadas) assegurando a progressão na carreira e melhoria dos salários.
• Implantar um Sistema de Avaliação do Ensino Superior,adotando critérios objetivos e transparentes que visem estimular a melhoria da qualidade e a diversificação da oferta. E Aperfeiçoar a avaliação de universidades que recebem recursos do PROUNI.

Fonte: Direito de Aprender


Como é a prova? Qual a melhor estratégia para resolver os testes? O que ainda dá tempo de fazer antes da data? O UOL Educação traz algumas orientações importantes

Ligia Sanchez
São Paulo

Faltam dez dias para o Enem 2010 (Exame Nacional do Ensino Médio) e muitas dúvidas ainda podem estar na cabeça dos candidatos. Como é a prova? Qual a melhor estratégia para resolver os testes? O que ainda dá tempo de fazer antes da data? O UOL Educação conversou com coordenadores de cursinhos pré-vestibular de São Paulo e traz algumas orientações importantes.

Não deixe de conferir também a lista de perguntas e respostas preparada pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais), órgão do Ministério da Educação responsável pelo Enem).

Como é a prova
A principal característica das provas do Enem é o foco na interpretação de dados e resolução de problemas. As questões exigem leitura de textos e compreensão de mapas, gráficos e tabelas. A interdisciplinaridade aparece em questões que abrangem conhecimentos, ao mesmo tempo de matemática e física, ou biologia e geografia, por exemplo.

O grau de complexidade dos testes é baixo, na opinião dos coordenadores consultados. Portanto, é preciso balancear o domínio dos conteúdos programáticos com a atenção ao enunciado das perguntas e sua compreensão. “A sistemática de elaboração das questões do Enem é diferente da observada nos vestibulares, mas tem que conhecer matemática, física, química, biologia, geografia, história e língua portuguesa”, afirma o coordenador de vestibular do Anglo, Alberto Francisco do Nascimento.

Nos dez próximos dias
Nascimento orienta que os estudantes mantenham o ritmo de estudos nos próximos dias. “É importante dar atenção para as matérias em que cada aluno tem mais dificuldade e fazer uma revisão geral”.

“Os candidatos que já estão estudando para os grandes vestibulares automaticamente estão se preparando para o Enem”, afirma Vera Lúcia da Costa Antunes, coordenadora do Curso e Colégio Objetivo, considerando que a prova abrange os mesmos conteúdos programáticos exigidos na maioria dos processos seletivos, relativos ao ensino médio.

Uma forma de treinar para o exame é fazer as provas do ano passado, tanto a que vazou como a oficial. O material pode ser obtido no site do Inep ou dos principais vestibulares do país, inclusive com a resolução e comentários.

Vera sugere que os alunos que já estão com os estudos encaminhados aproveitem estes últimos dias para fazer uma “retrospectiva” dos fatos mais importantes dos últimos anos, principalmente de 2010, pela leitura de jornais ou pela internet. “As questões do Enem costumam estar associadas ao cotidiano”.

Durante a prova
As provas serão realizadas em 6 e 7 de novembro. No primeiro dia, com quatro horas e meia de duração, o exame abordará as áreas de ciências humanas e ciências da natureza (basicamente geografia, história, filosofia e sociologia, física, química e biologia). A segunda etapa, no dia 7, terá cinco horas e meia de duração, com linguagens e códigos (línguas, artes e educação física), matemática e redação.

São 90 questões em cada dia. Para os professores, a extensão do exame exige que os alunos tenham familiaridade com seu formato, sejam organizados e tracem algumas estratégias de realização. “Por ter um número muito grande de testes, a prova começa bem simples, depois vai se tornando mais complexa”, afirma Edmilson Motta, coordenador geral do curso e colégio Etapa.

Segundo ele, uma opção é fazer um pouco da parte de matemática, intercalar com algumas de português e depois voltar à matemática ou fazer a redação no meio. “Pode ser melhor do que fazer tudo de um tiro só”, diz. Para Nascimento, do Anglo, é importante que o estudante seja organizado.

Motta afirma que a extensão da prova não vai permitir ficar fazendo revisões. “Quando pegar uma questão, tem que resolver e esquecer, não há tempo pra ficar indo e voltando. Mesmo porque a complexidade é simples”.

Outra preocupação é a proibição do uso de relógios durante a realização da prova. Os professores acreditam que os fiscais estarão encarregados de informar a passagem do tempo.

Vera Lúcia, do Objetivo, sugere que os alunos marquem com uma interrogação as questões que não conseguirem responder e só voltem a elas se sobrar tempo no final. “Evitem mudar a alternativa no momento de passar as respostas para a ficha de leitura ótica. Pesquisas comprovam que essa estratégia resulta em erro, na maioria dos casos”.

Para a redação, Motta orienta que o aluno apresente uma solução ao problema tratado. "Não precisa ser uma solução fechada, mas que tenha uma proposta e uma coerência". Segundo Nascimento, do Anglo, os temas costumam ter cunho social, daí a importância de estar atento ao noticiário social e cultural relevante.

Fonte: UOL Educação

terça-feira, 26 de outubro de 2010

Neste sábado, 23 de outubro, as escolas Antônio Mendes Carneiro e Ivonir Aguiar promoveram a 2ª edição da grande festa em homenagem ao dia do Professor e do Servidor Público dessas instituições. A festa iniciou às 11:00h e foi até 19:00h, no sítio da Ginkana Motos no Cachoeiro. Lá teve muita animação com várias brincadeiras, show de Calouros, churrasco, Sorteio de Prêmios e Música ao vivo com a participação da banda Forró Gingado.

Os anfitriões Heldeana e Canuto Parabenizam a todos os servidores pela dedicação dos grupos na tarefa de servir.

“A mais honrosa das ocupações é servir o público e ser útil ao maior número de pessoas.”Michel de Montaigne

segunda-feira, 25 de outubro de 2010


http://3.bp.blogspot.com/_xwsz0-LrjB4/TMWMEyn9S1I/AAAAAAAAAFc/nCOMj0snKO0/s1600/Figura1.jpg

Secretaria da Cultura e Turismo de Sobral
Fones: (88)3611-2712 ou (88)3611-2956

quinta-feira, 21 de outubro de 2010
O secretário de Educação, Júlio Cesar Alexandre, representou o prefeito Leônidas Cristino, na solenidade de abertura da Semana do Direito da Faculdade Luciano Feijão, que movimentou a noite da última terça-feira (19) no Centro de Convenções de Sobral. Estiveram presentes a solenidade, o presidente da Câmara Municipal, Hermenegildo Souza Neto, o diretor geral do grupo Luciano feijão, professor Lúcio Feijão, diretora geral da FLF, professora Isabel de Aguiar Pontes, dentre outros.
Após a cerimônia oficial, o defensor público Emerson Castelo Branco proferiu a palestra “A efetividade do Direito Penal Contemporâneo e a realidade prisional” As atividades da Semana do Direito da Faculdade Luciano Feijão ocorrem até a noite desta quinta-feira (21), quando em solenidade marcada para às 19hs, o prefeito de Sobral, Leônidas Cristino, recebe uma condecoração da Instituição pelos brilhantes resultados obtidos na educação sobralense.

Planejamento, qualificação profissional e boa leitura das diferentes realidades do campo educacional podem fazer com que se obtenha realização na carreira docente. Até mesmo financeira

Diante do desprestígio social, a carreira do professor - da professora, na esmagadora maioria dos casos - há tempos deixou de seduzir os jovens universitários. Sobram indicadores para apontar a queda livre. O que sur preende é o que está na contramão dessa visão do senso comum: a constatação de que existem professores bem-

sucedidos, realizados profissionalmente e com salários bem acima da média do mercado. Afinal de contas, seria possível sonhar com o casamento entre realização profissional e prática do magistério?

Especialistas em recursos humanos apontam caminhos que podem, sim, fazer a diferença na carreira, enquanto exemplos confirmam que a excelência na educação passa obrigatoriamente pelo binômio salário e qualificação do professor.

O termo "carreira" costuma vir acompanhado de um predicativo - carreira acadêmica, carreira científica, literária e assim por diante. Mas antes de falar na extensão, é preciso compreender o principal, segundo os analistas: a própria carreira.

Carlos Bitinas, da DRH Talent Search, consultoria especializada na busca e seleção de talentos profissionais, ecoa uma visão bastante difundida no mundo de RH. Acredita que a carreira é um bem essencial, porém frequentemente pouco compreendido pelos profissionais. Isso porque normalmente ingressamos no mundo do trabalho sem conhecer as características das etapas de uma profissão e, menos ainda, como manejá-las. E, quando começamos a trabalhar, a instituição que nos acolhe também não costuma estar muito preocupada com isso, mas concentrada em ter sua força produtiva. Assim, não é incomum que a falta de intimidade com a carreira persista às vezes ao longo de toda a sua duração.

O magistério não foge à regra. Por essas e outras, um bom ponto de partida para a tão sonhada realização profissional é compreender o significado da carreira, em toda a sua extensão. A palavra vem do latim vulgar, carraria, que designa um caminho, que não é necessariamente regular e menos ainda um caminho ascendente. "O importante para o profissional é saber fazer as escolhas certas durante o caminho", recomenda Bitinas.

E a lição aqui é inverter a lógica corrente: o professor não se deve deixar conduzir pelo mercado, mas, ao contrário, assumir as rédeas da própria carreira.

Dez passos para planejar a carreira

1 - Identificar a vocação.
A carreira bem planejada é aquela que está alinhada com o sonho pessoal e com aquilo que o profissional de ensino tem a oferecer.

2 - Fixar objetivos claros e metas de curto, médio e longo prazo.
Para projetar o futuro, é sempre bom avaliar os passos já percorridos. Bons questionamentos sobre o que se quer valem mais do que respostas prontas. Qual a direção a seguir, qual a expectativa de desenvolvimento, o que é preciso fazer para alcançar os objetivos propostos? Um cronograma de ações ajuda a dar concretude ao processo.

3 - Desenvolver a inteligência sociorrelacional.
É a capacidade de estabelecer vínculos interpessoais e mantê-los positiva e progressivamente, em particular no ambiente educacional. Manter viva e bem cuidada sua rede de relacionamentos.

4 - Estar Atualizado.
Isso vale para diversas frentes: conteúdos, métodos, linguagens, tendências setoriais. No caso da educação, significa também estar atualizado sobre o ambiente educacional, conhecer o que é valorizado e suas carências. Isso pode ajudar, por exemplo a escolher uma especialização em área onde haja mais oportunidades.

5 - Aprimorar competências e qualificações.
Mais do que a maioria dos outros campos, o conhecimento renovado é um aspecto central para os educadores. E isso vale não só para aquilo que se adquire no âmbito formal.

6 - Ter sensibilidade, visão de conjunto e de contexto.
Significa que além de tratar os fatores pessoais é preciso estar atento a questões externas capazes de interferir no desenvolvimento do seu projeto.

7 - Manter atitudes construtivas e positivas.
Esse tipo de postura ajuda a lidar com as dificuldades de uma maneira lúcida e pragmática, fugindo do rame-rame de lamentação muito comum entre docentes.

8 - Qualidade de vida.
Conferir como a atividade escolhida interfere em sua saúde e bem-estar.

9 - Planejamento financeiro.
Fazer reserva financeira para empreender seu projeto

10 - Revisão anual de seu plano.
Cotejar suas ambições com a realidade é essencial para fazer ajustes e aprimoramentos.

Fonte: Revista Educação

O Ministério Público Federal no Ceará, representado no caso pelo procurador Oscar Costa Filho, quer garantir maior segurança na aplicação das provas do Enem

O Ministério Público Federal no Ceará, representado no caso pelo procurador Oscar Costa Filho, quer garantir maior segurança na aplicação das provas do Exame Nacional do ensino médio(Enem), as quais serão realizadas nos dias 6 e 7 de novembro próximo. Costa Filho ingressou com ação civil pública contra o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (IneP), instituto Cespe e Fundação Cesgranrio, instituições organizadoras do Exame.

O procedimento, explica ele, se deveu ao fato de terem atribuído a Escolas de ensino médio, inclusive privadas, a tarefa de coordenar e executar a aplicação da prova. Na argumentação do procurador, atribuir tais tarefas a estabelecimentos diretamente interessados nos resultados do exame traz insegurança ao processo, uma vez que não haverá qualquer fiscalização efetiva do Estado. Para Costa Filho, “não é difícil imaginar que nessa situação as provas possam vir a ser violadas antes da hora e prejudicar estudantes”.

Fonte: O Povo (CE)

Agora é a vez da matemática. O eixo avaliação externa do Programa de Alfabetização na Idade Certa (Paic) realizou pela primeira vez prova de matemática para estudantes cearenses da rede pública.

Com os bons índices alcançados pelos estudantes cearenses na prova de leitura e escrita, o Programa de alfabetização da Idade Certa (Paic) ampliou sua área de diagnóstico para mais uma disciplina, a matemática. Os alunos do terceiro ano acertaram 57% da prova.

O enfoque inicial seria avaliar apenas as crianças dessa série, mas gestores municipais solicitaram a inclusão das outras duas últimas séries do ensino fundamental. A prova foi a mesma para os alunos do terceiro, quarto e quinto ano. Os estudantes do quinto ano acertaram 78%. No quarto ano, foram 69% de acerto.

As habilidades relativas à aprendizagem em matemática foram avaliadas através da aplicação de uma prova contendo 20 questões, envolvendo temas como a utilização de sistema de medidas e números, aplicação de operações, interpretação de tabelas e identificação de formas geométricas. Cerca de 240 mil alunos da rede pública participaram da provinha do Paic.

Há uma crescente quantidade de acertos à medida que avança o ano. Em uma análise comparativa entre os desempenhos, os alunos do terceiro ano acertaram, em média, 10 itens; os alunos do quarto ano, 13 itens; e os alunos do quinto ano acertaram, em média, 15 itens. A coordenadora da área de avaliação de aprendizagem, Ana Paula de Medeiros Ribeiro, explica que foi preciso inserir questões com diferentes níveis de dificuldade para poder perceber quais alunos não possuem habilidades consolidadas e quais estão em processo de aquisição. A expectativa é que, a partir dos próximos anos, ocorra a consolidação nos acertos – assim como na avaliação de leitura e escrita.

O resultado serve como um importante parâmetro para gestores municipais e professores. De acordo com o coordenador do eixo de avaliação externa do Paic, Cláudio Marques, a partir do diagnóstico é possível desenvolver competências técnicas para compreender esse resultado e desenvolver trabalhos pedagógicos específicos. A avaliação é feita no primeiro semestre, justamente pata que os gestores e professores possam fazer adaptações no processo pedagógico. “Os municípios precisam trabalhar com o diagnóstico, aceitar os resultados e se reconhecer”, pontua.

Leitura e escritaOntem, O POVO mostrou que os alunos cearenses estão lendo e escrevendo melhor. O resultado da avaliação externa da provinha do Paic apontou um acerto de 69% das questões relacionadas à leitura. No ano passado, havia sido 65%. Já o índice de produção escrita atingiu 44% - sete pontos a mais do que foi registrado em 2009.

Segundo a equipe do eixo de avaliação externa do Paic, a inclusão da prova matemática só é possível porque os alunos já passaram por intervenção no aprendizado de leitura. “O bom conhecimento em português favorece ao bom desempenho em matemática”, completa o estatístico do Paic, André Jalles.

E MAIS
Diferente do que foi observado na avaliação de leitura e escrita, não há grande diferenciação no número de acertos entre meninos e meninas na avaliação matemática.

O resultado mostra que, em média, as meninas conquistaram um desempenho levemente superior aos meninos, sendo que a diferença percentual é mínima e reduz de acordo com a progressão dos anos.

Dessa forma, o dado não pode ser considerado como relevante ou definitivo no desenvolvimento da aprendizagem matemática.

No terceiro ano, as meninas acertaram 59% da prova e os meninos 56%.

No quarto ano, as meninas acertaram 70% e os meninos dois pontos a menos, 68%. No quinto ano, a diferença fica ainda menor. As meninas acertaram 78% e os meninos 77%.

Fonte: O Povo

Cuidar de uma boa alfabetização é criar uma base sólida para o oferecimento de um ensino de qualidade como requer a sociedade do conhecimento

Dados emitidos pelo Programa alfabetização na Idade Certa (Paic), no Ceará, animam especialistas da área pelo fato de revelarem índices positivos no que diz respeito ao nível de leitura e escrita de alunos do ensino fundamental. Apesar dos avanços, há a consciência de que é preciso aperfeiçoar cada vez mais a metodologia de ensino.

O Paic, como se sabe, firma-se em cinco eixos fundamentais: Educação infantil, gestão pedagógica da alfabetização, formação do leitor, gestão municipal de Educação e avaliação externa. Sendo que esta última ocorre no primeiro semestre do ano e tem o objetivo de ajudar o município a realizar o diagnóstico de leitura e escrita dos alunos do primeiro e segundo ano; e leitura e matemática dos alunos do 3°, 4° e 5° anos.

A verificação da alfabetização ortográfica é feita geralmente no segundo ano do ensino fundamental, pois é quando os alunos já estão com a idade de sete anos e idealmente capacitadas a apresentar um nível satisfatório de alfabetização. Nesse momento, a aplicação da Provinha do Paic revela a quanto anda o nível de leitura e escrita. O resultado sai após a resposta das 20 questões formuladas para testar leitura dos estudantes e outras quatro para avaliar a escrita.

A constatação de agora é que os alunos cearenses avaliados acertaram 69% da prova de leitura (no ano passado, o acerto foi de 65%). Quanto à produção de pequenos textos, 44% conseguiram atender aos requisitos básicos da escrita. Em 2009, foram apenas 37%. O animador foi constatar a evolução havida, sobretudo, em vista da crescente complexidade do questionário.

Insistir na qualificação desse grau de ensino significa ter alunos mais capazes de atender às exigências de um ensino médio e de um ensino superior adequados ao nível de demanda da sociedade do conhecimento. Hoje, a reclamação é geral quanto ao nível de instrução dosalunos que chegam à universidade.

Cuidar desse aspecto é ter a noção estratégica da Educação, tendo-a como elemento fundamental para a conquista do lugar que o Brasil deve ocupar para corresponder às suas potencialidades. Mesmo os países que há muito estão na dianteira da produção do conhecimento ressentem-se das falhas em seus sistemas de ensino, o que dizer então de nós que ainda não conseguimos equacionar a base de nosso sistema de ensino?

Instrumentos como o Paic são inegavelmente de grande ajuda nesse esforço elementar que vem sendo realizado desde 2008 em Escolas públicas dos 183 municípios cearenses. Munidos desses dados os gestores públicos e professores podem traçar novas estratégias de alfabetização. Quanto mais imprimirmos velocidade e abrangência em iniciativas desse porte, mais criaremos as condições para que o Ceará e o Brasil correspondam aos desafios que se propõem.

FONTE: O Povo

O programa de alfabetização na Idade Certa (Paic) surgiu como um resultado do Comitê Cearense para Erradicação do analfabetismo, criado em 2004, pela Assembleia Legislativa. Na época, a avaliação de leitura, compreensão e escrita apontou um nível preocupante dos alunos do ensino fundamental, da rede pública. Apenas 16% atingiram o perfil dealfabetização.
Através da parceria entre o Fundo das Nações Unidas para Infância (Unicef), a União dos Dirigentes Municipais de Educação do Ceará (Undime) e Associação dos Prefeitos do Ceará (Aprece), foi possível iniciar a primeira avaliação. Na época, apenas 60 municípios participaram.

Segundo o coordenador do eixo de avaliação externa do Paic, Cláudio Marques, a primeira avaliação gerou expectativa nos demais municípios do Estado. Atualmente, todos os municípios cearenses integram o eixo de avaliação externa do Paic, “participando com intensidades diferenciadas, respeitando as especificidades da localidade”. (VG)

Fonte: O Povo (CE)


Criança deve ter 6 anos ou fazer até 31/3; quem fez 2 anos de pré é exceção. Para entrar na pré-escola, criança deve ter 4 anos ou completar até 31/3


Resolução do Conselho Nacional de Educação (CNE) publicada nesta quinta-feira (20) no Diário Oficial da União define as regras para o ingresso de estudantes no ensino fundamental em 2011. O texto foi homologado pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, na segunda-feira (18).

As principais regras que existiam em 2010 foram mantidas. Uma nova definição para 2011 diz respeito ao ingresso na pré-escola. Pela resolução do CNE, para entrar nesse ciclo do ensino, a criança deve ter 4 anos ou completar a idade até 31 de março.

Com relação à entrada no ensino fundamental, o estudante deve ter 6 anos ou completar até 31 de março para poder ser matriculado no primeiro ano. Foi estendida por mais um ano a exceção para a matrícula de crianças que completem 6 anos até 31 de dezembro. Neste caso, elas precisam ter feito dois anos de pré-escola.

Até 2009, a 1ª série recebia alunos a partir dos sete anos. Lei federal determinou a antecipação da entrada dos estudantes a partir deste ano, com a entrada em vigor do ensino fundamental de nove anos.

Como o CNE não tem poder de lei, os estados podem ou não seguir a recomendação. Em 2010, por exemplo, o estado de São Paulo manteve a regra de aceitar estudantes que completassem 6 anos até 30 de junho.

Segundo o conselho, a ideia é evitar o ingresso precoce no ensino fundamental.

Fonte: G1

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

SINOPSE

A história toda se passa numa biblioteca, onde um menino é posto de castigo e terá que lê cincos livros. O menino então encontra um livro antigo que ao lê-lo faz surgir o personagem do livro “Dom qui Chove” este convida o menino a conhecer o mundo da imaginação e juntos podem inventar suas próprias estórias e até escrever seu próprio livro, pois escrever é um dom que chove pensamento.

Nessa viagem eles encontram dois palhaços perdidos, um artista de rua e sua caravana de marionetes e encontram também a Gigante ignorância, a vilã da estória que tenta impedir o menino de sonhar e acreditar em Dom Qui Chove.

O espetáculo é uma mistura de diversas linguagens do teatro naturalista, passando pelo circo, teatro-de-boneco, música e dança. Levando ao público um espetáculo lúdico, divertido e encantador para todas as idades.

“Para onde o pensamento pode nos levar? Pense e veja onde você pode chegar.
Perfil do Público
O espetáculo tem caráter infanto-juvenil, mas também com grande apreciação dos adultos por suas reflexões filosóficas. É um espetáculo pra todas as idades.

Texto/Direção: Anderson Vasconcelos

SERVIÇO:
Dias: 23 e 24 de outubro (sábado e domingo)
Espetáculo Infantil “Dom Qui Chove Pensamento (e o cavaleiro pensante)”
Cia 1º Ato - Sobral/CE
Local: Theatro São João às 19h
Acesso: R$6,00 (inteira) e R$3,00 (meia)

Secretaria da Cultura e Turismo de Sobral
Fones: (88)3611-2712 ou (88)3611-2956
terça-feira, 19 de outubro de 2010
http://3.bp.blogspot.com/_xwsz0-LrjB4/TGBJsiWiw6I/AAAAAAAAAC8/YqtxPkRa0-A/s1600/folder+2010+2+dobras+-+externo.jpg

O Projeto A Escola vai ao Cinema 2010 exibe na Mostra de Cinema de Arte o filme Sargento Getúlio

Dias: 19,20,26 e 27 de Outubro, às 19:30h no Cinema Renato Aragão. Gratuito!

Maiores informações 3611 2712 / 3614 2521

Sargento Getúlio – Hermano Penna

Duração – 85min.

Idade – 14 anos


Em sua estréia no longa-metragem, o diretor Hermano Penna toma como base o premiado romance Sargento Getúlio, de João Ubaldo Ribeiro.

Consagrado nos festivais de Gramado e Locarno, na Suíça,

O filme é ambientado na década de 1940 e promove uma reflexão sobre o poder político e as relações entre o opressor e o oprimido.

Desta que para a elogiada interpretação de Lima Duarte, ator presente também no Curta Novembrada.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010
A Universidade Federal do Ceará, Campus Sobral, realizou nos dias 14 e 15 deste mês, Encontros Universitários 2010. O evento aconteceu nas dependências do Bloco de Tecnologia, localizado no antigo prédio da Fábrica de Tecidos (Campus Sobral), contemplando o 2º Encontro de Docência no Ensino Superior da UFC, 2º Encontro de Pesquisa de Pós-Graduação, 3º Encontro de Experiências Estudantis da UFC, 4º Encontro de Práticas Docentes, 19º Encontro de Iniciação a Docência da UFC, 19º Encontro de Extensão e o 29º Encontro de Iniciação Científica.
Foi realizada também a Feira das Profissões do Campus da UFC, com o objetivo de apresentar as atividades desenvolvidas nos cursos da UFC Sobral a alunos do ensino médio e a comunidade sobralense. Os Encontros Universitários 2010 têm como objetivo mostrar, as atividades de ensino, pesquisa, pós-graduação, extensão e de arte e cultura desenvolvidas na Universidade Federal do Ceará e em outras instituições de ensino superior que atuam no Estado, para a comunidade acadêmica, sociedade e setor produtivo.
O prefeito Leônidas Cristino, juntamente com secretário da Educação, Professor Júlio César Alexandre, e a diretora da Escola de Formação Permanente do Magistério, Ana Rosa Parente, participaram da solenidade de abertura do V Encontro de Educadores de Sobral – Olhares: o ofício de educar. Na oportunidade os Correios lançou o selo em homenagem aos seis anos da Escola Permanente de Formação de Professores.
Olhares – o ofício de educar é um programa de formação pessoal de professores aplicado na rede pública municipal de Sobral que serve como exemplo dessa linha de atuação da ESFAPEM. Ao longo do ano uma série de atividades científicas, culturais e pedagógicas são ofertadas pelo programa.
Oportunidades para ver, ouvir e sentir o mundo a partir de múltiplas visões e intermináveis pontos-de-vista são propostos aos professores da rede pública municipal, a professores de outras
redes assim como aos demais interessados.
Entre as atividades do programa destacamos: Mestres do Ofício; Universo Cultural; Palestras; Encontro com Escritores; Oficinas Pedagógicas; Cine Mestre e o Encontro de Educadores de Sobral.

Durante a solenidade de abertura do V Encontro de Educadores – Olhares: O Ofício de Educar, a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos lançou um selo comemorativo pela passagem do quinto quinto aniversário do programa, que se consolida como o mais importante na área da educação no interior do Estado.

O diretor regional dos Correios no Ceará, o sobralense Estevão Tomaz fez questão de comparecer a solenidade e apresentar pessoalmente ao prefeito Leônidas Cristino, a primeira dama lily Cristino e ao secretário da Educação, Júlio César Alexandre, este Selo de grande significado para os que fazem a educação sobralense, que ganha assim, mais um reconhecimento nacional, desta vez dos Correios, pelos relevantes avanços

conquistados nos últimos anos na educação das crianças de nossa cidade.



sexta-feira, 15 de outubro de 2010
Que cada um de nós encontre dentro de si o professor que procuramos.
Abraço e Feliz Dia do Professor! Herik Zednik


“Procura-se um Professor... Não é necessário que seja um erudito, porém é indispensável que seja sábio.

Procura-se um Professor... Não necessariamente alguém que acredite saber tudo, mas alguém que ame aprender e ensinar a aprender. Alguém que, mais do que dar respostas brilhantes, seja capaz de fazer perguntas instigantes.

Procura-se um Professor... Alguém que se faça menos fonte e muito, muito mais ponte! A fonte espera que se beba dela. Já a ponte liga, integra, permite a travessia e se faz caminho, que o aluno possa trilhar com os próprios pés, seguindo o rastro de seus sonhos...

Procura-se um Professor... Ninguém absolutamente original, mas alguém especialmente único e uno em sua inteireza humana.

Procura-se um Professor... Não precisa ser poliglota. Todavia, é indispensável que seja capaz de entender e falar a linguagem da diversidade.

Procura-se um Professor... Alguém que, mais do que valor, possua valores sólidos. Que mais do que voar, seja capaz de dar asas aos seus alunos e que se emocione, sinceramente, ao vê-los alçar vôo em direção a horizontes que ele próprio nunca vislumbrou.

Procura-se um Professor... Não qualquer professor, mas alguém que seja muito “gente” e astuto o suficiente para encontrar a fórmula e a medida certas para auxiliar gente a se fazer mais inteira, mais completa e mais feliz. "

Obrigada pela visita!!!

Redes Sociais

Hora certa

Previsão do Tempo

A Hora da e Escola

A Hora da e Escola
Toda quinta-feira, às 13h30min, na Rádio Caiçara

Blogs Indicados

Meus Vídeos

A Embriaguez do Movimento

Posts do Blog

Seguidores

Popular Posts