Quem sou...

Minha foto
Professora Ms Herik Zednik
Este Blog foi criado com o intuito de estimular uma reflexão sobre a Educação. Discutiremos a educação como processo de mudança, daí o nome educere, que significa conduzir-se de um lugar ao outro ou de uma situação para outra. Neste sentido, refletiremos sobre uma educação que vem de dentro para fora e não apenas falaremos da educação formal, mas de tudo que a permeia e a ela é atribuído. Desta forma, entendemos que "tudo é uma questão de educação" e que, por isso, abordaremos notícias, campanhas, projetos, política, cidadania, ciência e tantos outros assuntos, afinal, educação é muito mais do que produzir conhecimento formal, é também ampliar horizontes, transformar atitudes, vivenciar cidadania.
Visualizar meu perfil completo


"A mais potente arma nas mãos do opressor é a mente do oprimido" - Steven Biko

"Leia! Leia não apenas as palavras, imagens e símbolos estampadas nas mais diversas mídias. Leia o mundo nas suas mais diversas formas e significados, leia as entrelinhas. Leia o tangível, o audível, o visível e quem sabe até o invisível. Leia o mundo e faça as mais diversas interrogações, afinal como diria nosso educador Paulo Freire "a leitura do mundo antecede a leitura da palavra". Nós estamos no mundo e uma parte dele está em nós através de nossas leituras."
Herik Zednik

“O fracasso do professor começa no momento que ele desiste de aprender”
Herik Zednik


"Quanto mais simples é a pessoa, mais ela sobe no meu conceito"
Herik Zednik

"Não conheço nenhum país, cidade ou município no mundo que tenha se desenvolvido sem ter investido seriamente em educação"
Herik Zednik

"Não importa quanto dinheiro tenha, quantos cargos ocupe, quanta fama possua ou poder detenha, a essência precisa ter dignidade, honestidade, generosidade e também muita humildade."
Herik Zednik

Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade. " Confúcio

"Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.." Clarice Lispector

"A educação só produz resultados em sociedades em que as pessoas podem fazer escolhas pessoais e econômicas, dando-lhes a oportunidade de serem criadoras e descobridoras." (Odemiro Fonseca em "Benefícios da liberdade")

"Educação serve pouco se as pessoas não forem livres. É só lembrar o que aconteceu nos países socialistas, onde a educação era considerada de qualidade."

"O discurso da impossibilidade da mudança para a melhora do mundo não é o discurso da constatação da impossibilidade, mas o discurso ideológico da inviabilização do possível" Paulo Freire

"A mente que se abre a uma nova idéia nunca voltará ao seu tamanho original." Albert Einstein

"Bendito, bendito é aquele que semeia livros, livros a mão cheia e manda o povo pensar; o livro caindo na alma, é germe que faz a palma, é chuva que faz o mar.". Castro Alves

Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Featured Posts

terça-feira, 30 de junho de 2009

Repor aulas em julho ou garantir as férias do meio do ano? Quem quiser participar da decisão, pode votar na enquete no site da Seduc. A Secretaria quer adiá-la


Pelo calendário pensado no começo do semestre, esta sexta-feira, 3 de julho, é o último dia de aula na rede estadual de ensino. Mas a greve dos professores, iniciada no dia 15 de maio, alterou o planejamento inicial. O ano letivo começou tarde, em março, ainda em decorrência de greves passadas, e cerca de dois meses depois foi interrompido. Agora que as aulas estão sendo retomadas, a proposta da Secretaria de Educação do Estado (Seduc) é adiar as férias para setembro. A principal justificativa é a realização do Exame Nacional do ensino médio (Enem) em outubro. Interrompendo as aulas agora, os alunos seriam prejudicados no exame. “Até estudei um pouco em casa nesse tempo, mas nada como vir pro colégio. Esse negócio de ficar só pausando atrapalha muito. Vai ter matéria no Enem que não vamos ter visto ainda”, diz Felipe Nascimento, 16, aluno da Escola de ensino fundamental e Médio César Calls. Mesmo com esse discurso, nem ele sabe se é a favor de adiar as férias.


“É ruim porque a gente não se sente na obrigação de vir”, argumenta uma amiga, Eveline Barbosa, 16. Para os professores, uma mudança no período de férias é mais dor de cabeça. “São tantas informações diferentes surgindo, mas não concordo em ter reposição de aulas em julho. Pra mim é trocar seis por meia dúzia”, diz o professor Felipe Dantas, que dá aula no Liceu. Lá os estudantes estão em semana de provas, o que normalmente é prenúncio de férias. “Sou a única que quer estudar em julho. Assim não pega tanto o mês de dezembro lá na frente”, diz Gabriela Nascimento, 16. A rodinha que conversa no corredor, reclama. Ninguém foi bem nas provas. “Eles fizeram uma semana de revisão quando a gente voltou, mas teve professor que nem veio dar aula ainda”, diz Caroline Nunes, 16. O desafio da Seduc e da direção das Escolas é equacionar a reposição das aulas levando em conta que os professores aderiram à greve em diferentes graus, inclusive dentro da mesma Escola. “Aqui nós tivemos apenas 17 dias de paralisação. É outra realidade”, diz o coordenador pedagógico da Escola César Calls, Cláudio Meneses.


Para chegar a um consenso, a Seduc está promovendo uma enquete em sua página oficial. Quem quiser pode votar se é a favor ou não da reposição das aulas em julho. A resposta será divulgada na sexta-feira. “Até lá não sabemos como vai ficar. Tivemos mais de 50 dias de aula. Estávamos começando a organizar o calendário, mas agora bagunçou de novo”, diz Lucilene Parente, diretora da Escola Estadual de ensino médio Visconde do Rio Branco. De acordo com Lúcia Gomes, superintendente das Escolas estaduais de Fortaleza na Seduc, o resultado final da enquete é que vai determinar se as férias permanecem em julho ou não.


O site da Apeoc também promove uma enquete sobre o tema. Penha Alencar, presidente do sindicato, reclama da votação organizada pela Seduc. “É uma enquete malfeita. Não diz nem quantas pessoas já votaram. Por isso, resolvemos colocar no nosso também”, diz. A Apeoc é contra a mudança no calendário. Para a Seduc, só valem os números computados no site oficial da secretaria. Se houver uma mudança no período de férias, as datas serão discutidas com os professores. É o que promete a Seduc.


>> Para votar, acesse www.seduc.ce.gov.br. Logo na primeira página, você visualiza o link para a enquete. A Apeoc promove uma equete paralela com resultados parciais divulgados em tempo real. Acesse www.apeoc.org.br. A enquete está na página inicial, à direita.


E-MAIS > A greve dos professores estaduais teve início no dia 15 de maio. Em 22 de junho, a greve foi decretada ilegal. A partir de então, os professores foram voltando para a sala de aula. Essa retomada teve ritmos bem diferentes nas Escolas da rede estadual. No Liceu do Ceará, por exemplo, as aulas voltaram no dia 8 de junho, mas segundo alunos da unidade, até a semana passada ainda tinha professor faltando às aulas.


> A promotora de Justiça e Defesa da Educação, Elizabeth Almeida de Oliveira, ainda estuda o posicionamento do Ministério Público sobre a cobrança da multa prevista para os professores que continuaram em greve depois do decreto de ilegalidade. "Recebi a lista com o nome das Escolas, mas a realidade hoje é outra. O objetivo é que haja o retorno total das aulas, que os alunos não fiquem mais prejudicados. Se isso se regularizou, vamos fazer uma nova avaliação", diz Elizabeth.


> Segundo a liminar, os professores que desobedecessem à ordem pagariam multa de R$ 100,00 por dia. O Sindicato Apeoc arcaria com uma multa diária de R$ 5 mil.
Fonte: 30/06/2009 - O POVO (CE)

Obrigada pela visita!!!

Redes Sociais

Hora certa

Previsão do Tempo

A Hora da e Escola

A Hora da e Escola
Toda quinta-feira, às 13h30min, na Rádio Caiçara

Blogs Indicados

Meus Vídeos

A Embriaguez do Movimento

Posts do Blog

Seguidores

Popular Posts