Quem sou...

Minha foto
Professora Ms Herik Zednik
Este Blog foi criado com o intuito de estimular uma reflexão sobre a Educação. Discutiremos a educação como processo de mudança, daí o nome educere, que significa conduzir-se de um lugar ao outro ou de uma situação para outra. Neste sentido, refletiremos sobre uma educação que vem de dentro para fora e não apenas falaremos da educação formal, mas de tudo que a permeia e a ela é atribuído. Desta forma, entendemos que "tudo é uma questão de educação" e que, por isso, abordaremos notícias, campanhas, projetos, política, cidadania, ciência e tantos outros assuntos, afinal, educação é muito mais do que produzir conhecimento formal, é também ampliar horizontes, transformar atitudes, vivenciar cidadania.
Visualizar meu perfil completo


"A mais potente arma nas mãos do opressor é a mente do oprimido" - Steven Biko

"Leia! Leia não apenas as palavras, imagens e símbolos estampadas nas mais diversas mídias. Leia o mundo nas suas mais diversas formas e significados, leia as entrelinhas. Leia o tangível, o audível, o visível e quem sabe até o invisível. Leia o mundo e faça as mais diversas interrogações, afinal como diria nosso educador Paulo Freire "a leitura do mundo antecede a leitura da palavra". Nós estamos no mundo e uma parte dele está em nós através de nossas leituras."
Herik Zednik

“O fracasso do professor começa no momento que ele desiste de aprender”
Herik Zednik


"Quanto mais simples é a pessoa, mais ela sobe no meu conceito"
Herik Zednik

"Não conheço nenhum país, cidade ou município no mundo que tenha se desenvolvido sem ter investido seriamente em educação"
Herik Zednik

"Não importa quanto dinheiro tenha, quantos cargos ocupe, quanta fama possua ou poder detenha, a essência precisa ter dignidade, honestidade, generosidade e também muita humildade."
Herik Zednik

Para conhecermos os amigos é necessário passar pelo sucesso e pela desgraça. No sucesso, verificamos a quantidade e, na desgraça, a qualidade. " Confúcio

"Que ninguém se engane, só se consegue a simplicidade através de muito trabalho.." Clarice Lispector

"A educação só produz resultados em sociedades em que as pessoas podem fazer escolhas pessoais e econômicas, dando-lhes a oportunidade de serem criadoras e descobridoras." (Odemiro Fonseca em "Benefícios da liberdade")

"Educação serve pouco se as pessoas não forem livres. É só lembrar o que aconteceu nos países socialistas, onde a educação era considerada de qualidade."

"O discurso da impossibilidade da mudança para a melhora do mundo não é o discurso da constatação da impossibilidade, mas o discurso ideológico da inviabilização do possível" Paulo Freire

"A mente que se abre a uma nova idéia nunca voltará ao seu tamanho original." Albert Einstein

"Bendito, bendito é aquele que semeia livros, livros a mão cheia e manda o povo pensar; o livro caindo na alma, é germe que faz a palma, é chuva que faz o mar.". Castro Alves

Tecnologia do Blogger.

Ads 468x60px

Featured Posts

domingo, 21 de março de 2010
Dados divulgados pelo Ministério da Educação (MEC) mostram que, de 2000 a 2008, o investimento público por aluno cresceu menos nos segmentos onde há mais brasileiros fora da escola. Na Educação Infantil, o gasto por matrícula subiu 39,02% no período. No segmento, estima-se que mais de 80% das crianças até 3 anos não tenha acesso a creches e que 30% das que têm de 4 a 5 anos não freqüentem a pré-escola. Já no ensino médio, ao qual menos da metade dos jovens de 15 a 17 anos, segundo o Ipea, a aplicação de recursos governamentais, por matrícula, subiu 60%.

O quadro contrasta com a evolução do gasto per capto no ensino fundamental, cujo acesso é praticamente universalizado. Os valores, por aluno, mais que dobraram nos dois segmentos. Considerando-se toda a Educação Básica, o gasto médio do país com cada jovem ou criança matriculado passou de R$1.388 para R$2.632, quase 90% a mais.

Os dados mostram porque é cada vez maior a cobrança por mais recursos para políticas de expansão do acesso à Educação Infantil e ao ensino médio. Mozart Neves Ramos, presidente-executivo do Movimento Todos pela Educação, considera, por exemplo, que estes segmentos deveriam ser prioritários para a aplicação dos cerca de R$9 bilhões que a pasta da Educação deixará de gastar, por não ter mais dinheiro contingenciado pela Desvinculação das Receitas da União (DRU).

"Esse dinheiro deve ser usado para universalização, até 2016, do acesso à pré-escola, que é freqüentada por 70% das crianças, e do ensino médio, onde há 2 milhões estão fora da escola", disse o educador.

O investimento total, como proporção do Produto Interno Bruto, também cresceu, e de forma acelerada. O indicador, que estava praticamente estagnado em 3,9% até 2005, chegou a 4,7% em 2008. Segundo o MEC, praticamente toda esta evolução foi absorvida pela Educação Básica.

Boa parte do crescimento se deve à expansão dos gastos por parte do governo federal. Entre 2003 e 2008, o orçamento do MEC passou de R$17,4 bilhões para R$51 bilhões, quase três vezes mais. Para apurar o nível de investimento no setor educacional, também foram contabilizados os recursos aplicados por Estados, do Distrito Federal e dos municípios.

A Meta do MEC é chegar uma fatia de 5% do PIB destinados à Educação, em 2010. Mas, a tarefa não parece ser das mais fáceis. O período em que o investimento mais cresceu, de 2005 a 2008, coincide com os anos em que o PIB avançou mais, o que naturalmente impulsiona os orçamentos pelo país.

No entanto, como em 2009 o ano foi de crise e houve retração no produto interno de 0,2%, já existe uma preocupação sobre se o país manterá o ritmo de crescimento do gasto educacional, como afirma Mozart Neves. "O Fundeb, por exemplo, registrou perdas de aproximadamente R$9 bilhões por causa da queda de arrecadação, decorrente da crise", lembra.

Para o educador, os dados mostram que houve um esforço, principalmente por parte do governo federal, em disponibilizar mais recursos para a área do ensino. Mas, ele também defende que o volume investido ainda está longe do ideal, principalmente no segmento que vai da Educação Infantil ao Ensino Médio.

"Em 2008, o país investiu 3,9% do PIB na Educação Básica. O Todos pela Educação, por exemplo, defende que este índice seja de, pelo menos, 5% em 2012", disse o especialista. Para ele, um sinal de que o Brasil ainda está longe do que precisa gastar com Educação é a distância para outros países de porte semelhante porte, no mesmo indicador. "Argentina, Chile e México investem cerca de U$2 mil por estudante da Educação Básica. No Brasil, pelos valores divulgados, estamos próximos de U$1,3 mil."

Fonte: 18/03/2010 - Folha Dirigida

0 comentários:

Obrigada pela visita!!!

Redes Sociais

Hora certa

Previsão do Tempo

A Hora da e Escola

A Hora da e Escola
Toda quinta-feira, às 13h30min, na Rádio Caiçara

Blogs Indicados

Meus Vídeos

A Embriaguez do Movimento

Posts do Blog

Seguidores

Popular Posts